São Miguel: Jovens formandos capacitam-se para a criação dos seus próprios negócios

 

Calheta, 23 Ago (Inforpress) – Oito jovens do concelho de São Miguel (Santiago) estão em condições de criar os seus negócios, depois de terem recebido esta quarta-feira, cinco kits de promoção do autoemprego, no âmbito do Programa Empreendedorismo Jovem, do IEFP.

No final de uma oficina de empregabilidade, onde aprenderam como planear e iniciar um negócio, os jovens em apreço, para além de receber os seus certificados de participação, foram contemplados com kits em áreas como salão de beleza, energia renováveis, papelaria, pesca, canalização e electricidade.

Segundo o presidente do conselho de administração do Instituto do Emprego, Formação Profissional (IEFP), Paulo Santos, esses kits foram financiados pelas Nações Unidas, no âmbito dos programas “Viabilização de Unidades de Negócios” e “Iniciativas Regionais de Emprego”, no valor de 1 milhão e 87 mil escudos.

Paulo Santos lembrou que, com estes kits, estão a dar aos jovens os instrumentos para iniciarem as suas actividades económicas, para promoverem o auto-emprego e consequentemente estarem aptos a contribuir para a redução de desemprego jovem.

“Temos uma população com algumas dificuldades, jovens com ideias e iniciativas que podem implementar e gerar rendimento e esse programa vai nesse sentido de promover o autoemprego e rendimento para as famílias mais vulneráveis”, disse.

Enquanto parceira do IEFP neste projecto, a Câmara Municipal de São Miguel, na voz do seu presidente, Herménio Fernandes, lembrou a esses jovens que para serem bem-sucedidos, têm de apostar na qualidade e eficiência, têm de empregar energia e responsabilidade e sobretudo acreditar na sua capacidade.

“Eles têm de provar que são capazes, porque iniciar um negócio, concretizar um negócio e fazer com que ele seja bem-sucedido, depende do empreendedor, ou seja depende da sua audácia, rigor, disciplina, empenho e sobretudo da sua capacidade de resistir algumas barreiras e constrangimentos que possam surgir no início do negócio”, disse.

Em nome dos formandos, Jennifer Pina comprometeu em fazer bom uso dos equipamentos, pois, segundo disse, num mundo em que o emprego tem sido um desafio para os jovens é importante que cada um aposte em acções de capacitação e na criação do seu próprio emprego.

Incentivou ainda os jovens a não ficarem à espera, mas sim para “correrem atrás dos seus sonhos” e dos seus projectos.

AM/FP

Inforpress/Fim

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos