São Miguel: Bancadas do MpD e PAICV divergem quanto ao desenvolvimento do município

 

Assomada, 28 Set (Inforpress) – Os líderes das bancadas municipais de São Miguel, Francisco Sanches (MpD-no poder) e Alcides Tavares (PAICV-oposição) têm visões 2completamente diferentes” quanto ao desenvolvimento e a forma de governação da autarquia local.

As posições foram manifestadas hoje durante a sessão municipal em comemoração ao 20º aniversário desse município, que foi presidida pelo ministro das Finanças, Olavo Correia.

O líder da bancada do MpD, Francisco Sanches, frisou que o município enfrenta ainda “muitos desafios”, tendo em conta a “escassez de recursos”, por isso pediu o apoio do Governo para que possam ultrapassar tais desafios e resolver os problemas dos micaelenses, mormente os mais carenciados.

Por isso, aconselhou também a edilidade a apostar no investimento privado como forma de alavancar a economia local e criação de emprego sobretudo jovem, afirmando que é “visível” para todos o esforço que a edilidade vem fazendo para a melhoria das condições dos micaelenses.

Para este eleito municipal do MpD, a equipa camarária liderada pelo Herménio Fernandes tem “surpreendido” e governado de “forma eficiente e sereno” o município está “mais bonito”, com obras de requalificação, calcetamentos, mais habitação social, educação, formação profissional, com mais apoio aos jovens, idosos, com menos desemprego e autoestima aos micaelenses.

Por seu turno, o líder da bancada do PAICV, Alcides Tavares, disse que após um ano, já é altura da equipa camarária cumprir as promessas de campanha, ajuntando que a “falta de diálogo” entre os eleitos municipais e a edilidade tem prejudicado “muito o trabalho político no concelho”.

No dizer deste eleito municipal, São Miguel é o concelho do país com maior problema, afirmando que “questões candentes e preocupantes” como degradação das condições de vida e a pobreza aumentam todos os dias, o desemprego, saneamento, escassez de água e deficiente iluminação pública, vias de acessos deficitárias, ainda persistem no município.

Segundo disse, São Miguel está na boca do mundo pela “negativa”, isto porque, a corrupção já se alastrou, indicando a título de exemplo a compra de um BMW e pagamento de renda de 70 mil escudos com uma residência oficial fechada, “montantes que podiam ser investidos nas questões “candentes e preocupantes” do concelho.

“A governação do MpD e do Herménio Fernandes e sua equipa em São Miguel é negra, fraudulenta, esbanjadora, politizada, clientelista, pouco transparente, luxuosa e não quer saber dos eleitorados que estão ao lado”, concluiu.

Entretanto, ao usar da palavra, o presidente da Assembleia Municipal, Leucádia Furtado, disse que o município registou ganhos nos últimos 20 anos, particularmente com a realização de obras, mas que há desafios ainda a enfrentar.

Relativamente à equipa camarária, reconheceu que há obras feitas que têm levado a cidade a ficar “cada vez mais agradável e mais atractiva”, acrescentando que a autarquia está a “cumprir as promessas de campanha” e que não é ela a dizer isso, mas sim, os micaelenses.

No âmbito das comemorações alusivas ao aniversário do município, está agendado para hoje, inaugurações da Delegação Municipal de Achada Monte, requalificação urbana de Achada Batalha e ainda a realização da Feira de Agropecuária e Artesanato.

Já para 29, dia do município, haverá uma missa solene e Festival de Batuque e Funaná, no Porto de Calheta, que culminará no sábado, 30.

FM/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos