São Miguel: Autarquia capacita 56 jovens líderes de associações em técnicas de elaboração de projectos com impactos sociais

 

Calheta, 12 Out (Inforpress)- 56 jovens de todas as localidades do concelho de São Miguel concluíram uma formação de três semanas em associativismo, liderança e contabilidade básica com destaque para técnicas de elaboração de projectos com impactos sociais.

De acordo com a vereadora de Formação, Empreendedorismo, Emprego e Género na Câmara Municipal de São Miguel, Celisa Alves, o objectivo era capacitar pelo menos um jovem de cada associação existente em todas as localidades do concelho, facto que não aconteceu.

Entretanto, destacou o número de participantes, a dinâmica e o empenho dos formandos nesta acção de formação que, segundo disse, teve três sessões, nomeadamente associativismo e liderança, contabilidade básica e técnica de elaboração de projectos para associações.

No dizer da autarca, de entre as três sessões a prioridade foi a elaboração de projectos para as associações, ajuntando que a intenção foi capacita-los para que possam elaborar projectos e procurar financiamentos, no sentido de darem respostas às demandas das suas comunidades.

A vereadora Celisa Alves fez saber ainda, que o projecto não pára aqui em termos de formações, e que vão analisar novas áreas que os líderes das associações têm défice para procederem a novas formações.

Por seu turno, o edil Herménio Fernandes revelou que o município tem a maior taxa de subemprego do país, 63%, tendo exortado aos jovens formandos a despertarem para o desafio do autoemprego, apostando nas potencialidades do concelho, nomeadamente pesca, agricultura, turismo rural e ecológico.

Já para os formandos da Associação Jovens Unidos de Ponta Verde e Associação Juvenil de Flamengos, Admilson Sanches e Rutilene Mendes, respectivamente, a formação foi importante, tendo em conta que adquiriram “novos conhecimentos”, mormente na elaboração de projectos e como fazer a gestão dos fundos das suas organizações.

O projecto denominado “Amelioration des conditions de vie des jeunes de São Miguel” (em português – melhoramento de condições de vida dos jovens de São Miguel) é financiado pelas ONG luxemburguesa Cabo Verde Esperança e Desenvolvimento (CVED) e Farmácia Sem Fronteira (PSF), e engloba também transporte escolar, reabilitação do Espaço Jovem de Achada Portinha.

FM/FP

Inforpress/Fim

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos