Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Miguel/24 Anos: “Apesar dos enormes desafios o município vive hoje uma fase próspera” – presidente da câmara (c/áudio)

Calheta, São Miguel, 28 Set (Inforpress) – O presidente da Câmara Municipal de São Miguel afirmou que município vive hoje uma fase próspera apesar dos enormes desafios que tem pela frente e das dificuldades impostas pela pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Herménio Fernandes falava hoje, na sessão solene da Assembleia Municipal, em comemoração dos 24 anos da criação desse município do interior de Santiago, separado em 1996 como uma freguesia do concelho do Tarrafal.

O evento teve lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho e foi presidido pelo Presidente da República, Jorge Carlos Fonseca.

“São Miguel nos seus 24 anos de criação vive hoje, no cômputo geral, uma fase próspera, apesar dos enormes desafios que temos pela frente e das dificuldades impostas pela pandemia da covid-19. Até 2019, São Miguel apresentava um ritmo de crescimento acelerado o que lhe conferia uma dinâmica nunca antes vista”, congratulou-se.

Mesmo em tempos difíceis ocasionado pela pandemia de covid-19, assegurou que conseguiram manter e finalizar obras de requalificação urbana e ambiental de Cutelo Mirando, Chã de Alecrim e Monte Terra, Ponta ribeira, Pilão Cão, calcetamento da estrada Cutelo Mende, ruas em Ponta Verde.

Informou que estão em curso as obras em Achada Bolanha, drenagem das águas pluviais e requalificação do Manguinho e arredores, e entre outras obras, que, segundo ele, estão espalhadas um pouco por todo município.

Entretanto, de entre todas as obras Herménio Fernandes destacou as da orla marítima da cidade de Calheta, que considerou a “maior de Cabo Verde”.

No seu entender, esta “obra emblemática” vai contribuir sobremaneira para mudar todo o aspecto urbano da cidade, atraindo, assim, mais comércio, mais turismo, mais investimento e mais crescimento e desenvolvimento económico-social para esse município do interior de Santiago.

Em matéria da boa governança, o autarca destacou reformas municipais para melhoria do negócios e atração de investimentos de nacionais e estrangeiros, na melhoria e eficiência na gestão dos recursos e a qualidade da prestação dos serviços.

De entre vários ganhos destacou ainda forte investimento na requalificação das escolas e jardins, nos transportes escolares, na habitação social com destaque para a criação do “Programa Habitação Jovem”, na agricultura, no sector da água, no reforço dos serviços internos da câmara, e nas áreas da família e inclusão social.

São Miguel, que, segundo Herménio Fernandes, conta com um matadouro municipal e terá um pólo da Escola do Mar “nos próximos dias” e Tribunal de Comarca nos “próximos tempos”, tem o seu plano estratégico de desenvolvimento sustentável feito e aprovado, “está num bom caminho”.

“São Miguel é hoje um município mais competitivo, mais limpo, mais organizado, mais verde, mais bonito e aprazível para se estar, trabalhar e viver”, concretizou Herménio Fernandes.

Já os eleitos municipais Francisco Sanches (Movimento para a Democracia, poder), e Euclides Moreno (Partido Africano da Independência de Cabo Verde, oposição) têm visões “completamente diferentes” quanto ao desenvolvimento e a forma de governação da autarquia local.

O líder da bancada do MpD destacou ganhos em todos os sectores de desenvolvimento mesmo em tempos da pandemia, e o do PAICV disse que o município é a cara da pobreza em Santiago Norte e com graves problemas socio-económicos.

Entretanto, ambos reconheceram a necessidade da redução da “crispação política” e pediram mudança de atitudes dos actores políticos para que em meio as diferenças se possam fazer um debate político para o bem do município e dos micaelenses.

FM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos