São Lourenço dos Órgãos: Turismo rural vai ter um olhar diferente no pós-covid-19 – primeiro-ministro

João Teves, 26 Fev (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, disse hoje acreditar que o turismo rural vai ter um “olhar diferente” no pós-covid-19, não só por causa da retoma da confiança, mas porque as pessoas/turistas vão procurar algo diferente.

O chefe do Governo falava em São Jorge, no município de  São Lourenço dos Órgãos, no acto da apresentação pública do “Programa de Valorização Turística e Ambiental das Aldeias Rurais”, que contempla as ilhas de São Nicolau, Maio, Santiago, Fogo e Brava, e consiste na diversificação da oferta turística, na melhoria do saneamento básico e no aumento do rendimento e da qualidade de vida da população no meio rural nas regiões abrangidas.

O objectivo desse programa, a ser implementado nos próximos cinco anos, orçado em oito milhões de euros, financiado através dos fundos do turismo e ambiente, é contribuir para a valorização ambiental e turística através de arranjos paisagísticos, reabilitação das habitações e reforço do saneamento básico, fomento empresarial e acções de formação e sensibilização ambiental.

Para sustentar a sua afirmação, Ulisses Correia e Silva tomou como exemplo o caso de Santo Antão, referindo-se ao “Projecto Raízes de Santo Antão”, que para ele demonstra que não se está a começar do zero, tendo em conta que existem “várias vivências e experiências” sobre o turismo rural.

“(…) No pós-covid-19 as pessoas vão procurar turismo que tem contacto com a natureza, experiências e aventuras”, vincou, sem, no entanto, excluir o turismo de “sol e praia” das ilhas do Sal e da Boa Vista, até porque, sustentou que todos os produtos turísticos são válidos.

Para o chefe do Executivo, para que este projecto possa alcançar os objectivos traçados, importa dar continuidade às intervenções a nível da requalificação urbana e ambiental e do saneamento, numa parceria com as câmaras municipais.

O primeiro-ministro considerou que o município de São Lourenço dos Órgãos é um “exemplo” de turismo rural, mas lembrou que tal potencialidade encontra-se “um pouco por todo o País” e instou o município a apostar na formação profissional dos jovens e no empreendedorismo virado para este sector.

O primeiro-ministro não tem dúvidas de que este programa vai ter impacto no emprego, no rendimento e vai tirar pessoas da pobreza.

Por seu turno, o presidente da Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos, Carlos Vasconcelos, manifestou satisfação e gratidão pela escolha do município que dirige para acolher o acto de lançamento desse programa que, segundo ele, “irá, seguramente, compatibilizar a actividade turística com a prevenção ambiental”.

Intervieram ainda no acto da apresentação pública do referido programa os ministros do Agricultura e Ambiente e do Turismo e Transportes, Gilberto Silva e Carlos Santos, respectivamente, e o presidente da Associação Nacional dos Municípios de Cabo Verde (ANMCV) e presidente da Câmara Municipal de São Miguel, Herménio Fernandes.

Os oradores foram unânimes em afirmar que o “Programa de Valorização Turística e Ambiental das Aldeias Rurais” vai combater a pobreza, o êxodo rural, valorizar o meio rural e, ainda, melhorar a qualidade de vida das pessoas.

FM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos