Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Lourenço dos Órgãos: Projecto “Gota D’agu” beneficia 23 famílias da localidade de Montainha

João Teves, 05 Abr (Inforpress)- Vinte e três famílias da comunidade rural de Montainha, no município de São Lourenço dos Órgãos, passam a partir de hoje a consumir água de qualidade e a ter acesso facilitado à mesma graças ao projecto “Gota d’agu”.

O projecto “acesso à água potável e segura – Gogota d’agu” é uma iniciativa da Caritas Diocesana de Santiago e foi financiado pela Embaixada dos Estados Unidos da América (EUA) em Cabo Verde em 600 contos, através do Fundo do Auto Ajuda.

As intervenções consistiram em obras de reabilitação e protecção da nascente utilizada pela comunidade, garantindo a qualidade e o acesso facilitado à água, bem como distribuição de árvores de frutas e animais às famílias beneficiadas.

As obras foram co-inauguradas sexta-feira em Montainha, pelo bispo de Santiago, Dom Arlindo Furtado e pelo presidente da Câmara Municipal, Carlos Vasconcelos, na presença da encarregada de Negócios da Embaixada dos EUA, Marissa Scott, directora executiva da
Caritas Diocesana, Regina Pereira e beneficiários do projecto e respectivas famílias.

Na ocasião, a directora executiva da Caritas Diocesana, Regina Pereira, explicou que este projecto, que está a ser implementado há dois anos, tem priorizado levar água de qualidade às pequenas comunidades e que inclui também projectos de “pequenas hortas” e plantação árvores frutíferas.

Por outro lado, informou que das famílias contempladas, as que têm alguma dificuldade ajudam com outros meios, como por exemplo doações de “animais de raça” que resultaram na construção de pocilgas e capoeiras.

Por sua vez, a encarregada de Negócios da embaixada dos EUA considerou de “importante” este projecto apesar da sua “pequena dimensão”.

E que segundo ela, o projecto vai permitir que a comunidade tenha acesso facilitado à água potável e com qualidade, vai permitir que as famílias beneficiadas possam promover actividades de rendimento ligado à agricultura e criação de animais.

Ao usar da palavra, em representação das famílias beneficiadas, Mário Furtado , que destacou o envolvimento de toda a comunidade na materialização do projecto, mostrou-se satisfeito porque agora vão ter água potável e de qualidade sem representar risco para a saúde.

FM/JMV
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos