Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Lourenço dos Órgãos: Centro de Capacitação e Formação passa a gerir Centro de Transformação Agro-alimentar

 

João Teves, 13 Jun  (Inforpress) – O Centro de Capacitação e Formação Profissional dos Órgãos (CCFP) passa a gerir o Centro de Transformação Agro-alimentar de São Jorge, no município de São Lourenço dos Órgãos, informou hoje o director do centro, Aguinaldo Borges.

Graças a um protocolo de parceria assinado hoje com o Instituto de Emprego Formação Profissional (IEFP), o centro, para além da vertente da formação, passa a ter a valência de transformação dos produtos agrícolas, com a marca “feito em São Lourenço dos Órgãos”.

No dia em que o CCFP  completa dois anos de existência, a direcção resolveu comemorar esta data com assinatura de dois protocolos de cooperação, com o Instituto de Emprego Formação Profissional (IEFP) e com a Universidade de Santiago (US).

Segundo o director do CCFP, a parceria com o IEFP é de “grande importância” para os agricultores do concelho, pois vão poder transformar  e embalar os seus produtos e vender no mercado nacional e internacional.

“Vamos criar uma cooperativa entre os agricultores e passar a transformar aquilo que é produto agrícola deste concelho e embalá-lo com o selo de São Lourenço dos Órgãos e distribuir no mercado nacional e internacional”, referiu Aguinaldo Borges.

O Centro de Transformação Agro-alimentar, construído há quatros, teve “pouca dinâmica”, segundo este responsável, mas a partir de agora acredita numa nova era, através de acções de formação a ministrar em áreas como transformação de queijo, corte de carnes e transformação da aguardentes e compotas.

Durante o seu percurso, o centro já capacitou 180 formandos na área de guia turístico, atendimento ao público, e informática, e 30 desses jovens já estão inseridos no mercado do trabalho.

Segundo o director, a ideia é a alargar a estrutura para poder acolher mais alunos e ministrar outras formações nas áreas de electricidade e canalização.

Ainda como prenda desses dois anos de existência, os alunos do centro, através do protocolo assinado com a Universidade de Santiago, passarão a ter descontos na formação superior na instituição.

Ainda para assinalar a efeméride, os alunos do curso de atendimento ao público receberem os seus diplomas de conclusão de curso.

AM/AA
Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos