São Lourenço dos Órgãos: Autarquia inicia processo de transformar João Teves numa “verdadeira cidade”

 

João Teves, 27 Ago (Inforpress) – A Câmara Municipal de São Lourenço dos Órgãos (ilha de Santiago) vai dentro de meses, iniciar o processo de requalificação da cidade e das habitações em João Teves, para que esta seja uma “verdadeira cidade”, informou o edil.

Em declarações à Inforpress, Carlos Vasconcelos disse que no âmbito do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades (PRRA) do Governo, escolheram a cidade de João Teves para reabilitar e “transformar completamente”.

Com o financiamento disponível no valor de 80 mil contos, assegurou que estão a acelerar o processo para iniciar, no final deste ano ou mais tardar no início de 2018, as obras de melhoria da acessibilidade, de drenagem de águas pluviais e arruamento da cidade.

Paralelamente a este projecto de reabilitação urbana, a cidade de João Teves vai ser beneficiada com o projecto de reabilitação das habitações, pois, segundo o autarca, em termos de qualidade habitacional, de acordo com os dados de 2016, mais de 56 por cento (%) das casas das famílias de São Lourenço dos Órgãos é de “baixo conforto”.

“Nas audiências que tenho com a população, mais de 90 por cento não pede a construção de casas, mas sim a reabilitação e, é nesse sentido que vamos trabalhar para resolver esse problema”, disse.

Informou que o Ministério das Infra-estruturas já disponibilizou uma verba de 10 mil contos, e que assim que conseguirem desbloqueá-la vão reabilitar, nos próximos meses, mais de 30 casas.

Ainda no rol dos investimentos para o concelho, informou que no âmbito do projecto Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidades, já iniciaram com as obras da primeira fase de construção da estrada de Pico de Antónia, orçada em 20 mil contos e com uma duração de seis meses.

Em relação à segunda fase desta obra, assegurou que o financiamento já está disponível e que dentro de dias, vão lançar o concurso para a sua execução.

Questionado para quando uma via alternativa para a cidade de João Teves, Carlos Vasconcelos, afirmou que é um imperativo que tem que ser feito, mas ainda não sabem para quando, visto que é uma obra que acarreta um elevado custo.

“O projecto de requalificação de João Teves prevê a construção de uma via alternativa, o Plano Director Municipal também prevê essa via, mas temos de procurar financiamento, porque não custa pouco, uma vez que vamos ter de entrar na propriedade de terceiros e indemniza-los e a câmara não consegue acarretar esse custo”, frisou.

AM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos