Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Filipe: Projecto de abastecimento de água a noroeste será retomado mas extensão até Campanas de Cima só em 2018 – JN

 

São Filipe, 12 Jun (Inforpress) – O projecto de extensão da rede de abastecimento de água a noroeste de São Filipe, cujos trabalhos estão suspensos há cerca de um ano, será retomado em parte, mas a sua conclusão acontece só em meados de 2018.

O edil de São Filipe, Jorge Nogueira, garantiu à Inforpress que dentro de três a quatro meses, as populações das localidades até onde as tubagens da rede principal foram colocadas vão ter água, com a retoma do projecto.

As aldeias abrangidas pelo projecto vão desde de São Pedro a Lomba, passando pelos povoados de Inhuco Baixo, Curral Grande, Italiano e zonas intermédias, assim como Inhuco Alto, Zambujeiro e Aleixo Gomes, Mira-mira e parte alta de Ponta Verde, que constituem os dois primeiros lotes do projecto.

As localidades situadas entre Lomba e Campanas de Cima, passando por Domingos Ledo, Ribeira Filipe e Monte Preto (lotes três e quatro), só terão água em 2018, estando a edilidade a trabalhar na mobilização de financiamento para completar o projecto devido a dívidas avultadas herdadas.

No dizer de Jorge Nogueira, este projecto, a fazer fé pelos orçamentos anteriores da Câmara de São Filipe, tem mais de 15 anos.

Jorge Nogueira lembrou que depois de iniciado, o projecto ficou por meio, não obstante todo o seu orçamento foi consumido, observando que sua equipa herdou uma divida de cerca de 30 mil contos (29.377 contos), sendo uma parte, mais de 12 mil contos para com um empresário que disponibilizou todo o material e a parte restante para com a empresa que estava a executar as obras.

“Ao todo, precisamos de mais 40 mil contos para levar a água até onde está as tubagens, sendo que cerca de 30 mil para pagar as dívidas e 11 mil contos para dar continuidade aos trabalhos para que a parte da população tenha acesso a água”, advoga Jorge Nogueira, que mostrou optimista que dentro de quatro meses uma parte dos trabalhos estará concluída e a população com água na rede.

O edil confirmou ter encontrado na semana passada com o empresário que forneceu todo o material e equipamento para o projecto, que, segundo o autarca, “veio cobrar” porque a Câmara assumiu compromisso e assinou um contrato que deveria pagar e não o fez.

“É normal que haja conversação, conversamos e vamos cumprir”, afirma Jorge Nogueira, indicando que ficou acordado que o valor de mais de 12 mil contos vai ser liquidado em três tranches, e já esta segunda-feira, 12 de Junho, a edilidade fará o pagamento da primeira das três tranches negociadas.

Em relação à empresa que executou as obras, a empresa intermunicipal de águas, Águabrava, de que a edilidade de São Filipe é um dos quatro accionistas, a Inforpress soube que a empresa propôs o pagamento parcelado da divida e eventuais jogos de contas para retomar os trabalhos, o que deverá acontecer até final de Junho ou meados de Julho.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos