Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

São Filipe: Ministro do Mar compromete-se a mobilizar recursos para aquisição de mais arcas frigoríficas

São Filipe, 20 Jul (Inforpress) – O ministro do Mar comprometeu-se hoje a presidir a entrega de arcas frigoríficas e malas térmicas às peixeiras e peixeiros de Salinas, no município de São Filipe, e mobilizar recursos para aquisição de mais equipamentos para uma segunda fase.

Ao todo, a nível do município foi recenseado um total de 70 pessoas que exercem esta actividade, mas o número de arcas adquiridas no quadro da parceria entre a câmara e o Ministério do Mar é de 40, o que pressupõe que ao menos 30 peixeiras e peixeiros não serão contemplados nesta primeira etapa.

Paulo Veiga disse que a entrega desses materiais é a concretização de algo que começou há algum tempo, tendo o seu ministério financiado uma grande parte das arcas frigoríficas e malas térmicas que, segundo o mesmo, “muita falta fazia às peixeiras e aos peixeiros”.

O objectivo é melhorar as condições em toda a linha do sector da pesca, desde os pescadores que vão para o mar, através de melhoria das embarcações, passando pela motorização das mesmas a 100 por cento (%), fornecimento de kits de segurança, até a parte do tratamento e conservação do pescado para poder chegar à mesa com qualidade.

“Queremos apoiar o sector e, por isso vamos auscultar as prioridades”, disse o ministro do Mar, observando que em relação às arcas e malas térmicas foram definidos critérios e que as pessoas que não foram contempladas nesta fase, o seu ministério já assumiu compromisso, para este ano sendo possível, contemplar as demais, sendo três no porto de Salinas e cerca de 30 no resto do município.

“O objectivo é trabalhar para dar melhores condições possíveis”, referiu Paulo Veiga, observando que é nesta perspectiva que no próximo mês de Agosto fará uma visita à ilha acompanhado de altos responsáveis ligados ao sector pesqueiro para dar a conhecer o fundo da pesca e partilhar as novas legislações.

O governante comprometeu-se igualmente, através de parceria com a câmara de São Filipe, a fazer intervenção na casa dos pescadores do porto de Salinas e poder entregá-la aos mesmos.

Por sua vez, o presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva, salientou que a entrega das arcas e malas frigoríficas às peixeiras e aos peixeiros representa um “grande passo” para ajudar os beneficiários na conservação e na melhoria da qualidade dos seus produtos e no desenvolvimento do sector da pesca.

O autarca referiu-se a parceria com o Ministério do Mar para ajudar os pescadores na reparação e melhoria das suas embarcações, mas também para ajudar as peixeiras.

No quadro desta parceria, fez saber, estão disponíveis 40 arcas para distribuir para 70 peixeiras e peixeiros recenseados no município de São Filipe, observando que como não dá para todas as pessoas, haverá uma segunda fase.

Segundo o edil sanfilipense, as peixeiras e peixeiros de Salinas ficaram bem contemplados já que dos 19 inscritos, nesta primeira fase foram contemplados 13 com arcas e três com malas térmicas, correspondendo a mais de 80 por cento (%), garantindo as outras três que não receberam arcas que vão receber na segunda fase.

O autarca pediu aos beneficiários para dar bom uso aos materiais recebidos e utilizá-los nas suas actividades principais, e, por isso, há um compromisso de que não podem vendê-los, doar e nem tão pouco utilizar os mesmos para outros fins que não de conservação de peixes.

Nuías Silva pediu a compreensão das pessoas porque os materiais representam um esforço grande e que a sua câmara está a trabalhar como Ministério do Mar para uma segunda fase, de modo a beneficiar todas as peixeiras e peixeiros de São Filipe.

Alguns dos beneficiários mostraram-se satisfeitos com os materiais recebidos e garantem que vão trazer grandes benefícios já que doravante não vão vender o pescado ao desbarato e nem deitá-lo fora porque já dispõe de mecanismos de conservação para comercialização no dia seguinte.

As peixeiras e peixeiros de São Filipe (cidade) vão receber ainda esta semana ou na próxima os seus materiais.

JR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos