São Filipe: Câmara está engajada na criação de condições para que o Canaes tenha sucesso – Nuías Silva (c/áudio)

São Filipe, 28 Mai (Inforpress) – A câmara de São Filipe está engajada e determinada em criar as condições para que o segundo Campo Nacional dos Escuteiros (Canaes), que terá lugar de 01 a 08 de Agosto, em São Filipe, tenha sucesso.

A garantia foi dada pelo edil sanfilipense, Nuías Silva, no acto da assinatura, sexta-feira, de um protocolo de compromisso com Corpo do Escutismo Católico Cabo-verdiano (CEC-CV), no quadro do projecto do segundo Campo Nacional dos Escuteiros.

“Mais importante que o protocolo é o engajamento e amor que queremos colocar na criação das condições para que o campo tenha sucesso e é impossível de traduzir nas letras de um protocolo, mas fica impresso na nossa abertura e boa vontade de querer colaborar”, disse o autarca.

Nuías Silva referiu a participação da sua instituição no desenho preambular da parceria e destacou a necessidade de não se concentrar somente na responsabilidade da câmara, que são algumas, nomeadamente na criação de condições de mobilidade dentro de ilha para escuteiros das outras ilhas e na criação de condições no próprio campo através do Serviço de Ambiente, Saneamento e Obras, mas também em algum apoio financeiro para cobrir uma ou outras despesas.

“Podem contar com nosso engajamento participativo e disponibilidade de poder colaborar lá onde vier a surgir problemas que eventualmente não se coloca neste momento”, advogou Nuías Silva que mostrou-se satisfeito com a resposta positiva do Corpo de Escutismo Católico ao convite formulado pelo município para a realização do segundo Canaes no município e na cidade centenária.

Para o autarca, constitui uma honra receber esta actividade e cerca de dois mil escuteiros nacionais e será uma oportunidade para os escuteiros conhecerem um pouco mais a história da cidade e poderem ficar na sua remanescência de que no ano da comemoração dos 100 anos da elevação de São Filipe à categoria de cidade participou desta efeméride.

Além das responsabilidades constantes do protocolo, a câmara vai disponibilizar, durante o campo, a clínica móvel, a ambulância e outros equipamentos para eventuais casos de intervenções de primeiros socorros.

Nuías Silva, que destacou a importância do escutismo na formação do homem, na ajuda ao próximo e de se praticar sempre uma boa acção diariamente, afirmou que todos devem ter este espírito e que todos os presidentes das câmaras deviam ser bons escuteiros para que diariamente praticassem boas acções.

Na mesma ocasião o Corpo do Escutismo Católico Cabo-verdiano (CEC-CV) celebrou um protocolo de compromisso com a Empresa Intermunicipal de Águas (Águabrava) visando criar condições para o segundo Canaes.

O administrador/delegado da Águabrava, Rui Évora, salientou na altura que “é uma honra para empresa estar associada e ligada a este grande evento”, que reúne um número significativo de jovens.

Segundo o responsável, dentro das suas atribuições, a Águabrava vai criar todas as condições para o sucesso do evento de modo a alcançar os objectivos estabelecidos, sublinhando que a empresa vai assegurar o abastecimento contínuo de água às instalações onde decorrerá o evento, mostrando disponível e aberto para prestar toda assistência e colaboração naquilo que é a atribuição da empresa.

Rui Évora referiu que como o evento vai reunir jovens que são veículos importantes de transmissão de informação e por isso espera, através do mesmo, transmitir mensagens de sensibilização de poupança e boa utilização de água.

A chefe nacional do CEC-CV, Maria José Alfama, referiu que com a assinatura dos protocolos de compromissos com a Câmara de São Filipe e com a empresa Águabrava, já tem o campo garantido, porque está-se perante a criação de condições básicas para o seu funcionamento.

Segundo a mesma, quer na criação de condições para instalação do próprio espaço, mas também a disponibilização de água vai garantir o seu funcionamento, assim como as outras vertentes que serão asseguradas por outros parceiros com os quais o CEC-CV tinha celebrado protocolos, nomeadamente delegação do Ministério da Educação, Delegacia de Saúde, Associação Projecto Vitó.

Depois da assinatura dos protocolos, Maria José Alfama indicou que agora será a vez de elaborar um plano de trabalho para que o campo tenha sucesso e agradeceu o convite para a realização do mesmo em São Filipe que este ano celebra os 100 anos da sua elevação à categoria de cidade.

O campo nacional de escuteiros decorrerá de 01 a 08 de Agosto de 2022 no município de São Filipe, e tem como objectivo reforçar os laços de fraternidade que unem os escuteiros católicos, mas também é uma oportunidade para se fazer a avaliação do primeiro projecto educativo que está sendo implementado e dar maior visibilidade do trabalho que o CEC-CV tem estado a realizar.

JR/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos