São Filipe: Adega Chã perspectiva produção aproximada à registada no ano de 2014

São Filipe, 10 Abr (Inforpress) – A adega Chã, dos viticultores de Chã das Caldeiras, área de maior expressão da vinha na ilha, perspectiva uma boa produção de vinho para este ano e que se aproximada à de 2014, que foi a melhor campanha de sempre.

David Gomes “Neves”, técnico agrícola e um dos responsáveis da adega de Chã das Caldeiras, transmitiu essas informações durante a visita do Presidente Português a esta unidade económica, indicando que em 2014, ano que a adega foi literalmente destruída pela força das lavas, a produção foi superior a 250 mil litros, o melhor de sempre.

As videiras, depois do período de podas e de limpeza dos campos, estão na fase de floração e dado o vigor vegetativo das plantas, os viticultores perspectivam uma excelente produção para 2017, cuja campanha de vinificação decorre em finais de Julho e Agosto.

A previsão de produção depende das condições climáticas favoráveis, mas também do aumento da área cultivada, com fixação anualmente de milhares de plantas de videiras, aproveitando todo o terreno disponível e propicio para agricultura.

Se se confirmar a previsão, a produção de 2017 poderá ser três vezes mais do que a produção de 2016, que, segundo David Gomes, ultrapassou os 70 mil litros de vinho.

Neste momento, existe uma adega provisória, com capacidade para pouco mais de 100 mil litros, o que deverá exigir aos responsáveis da adega a mobilização de outros meios para transformar a matéria-prima, se o nível de produção prognosticado neste momento venha a confirmar-se na prática.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos