Santo Antão: Zona Norte do Porto Novo começa a enfrentar penúria de água potável

Porto Novo, 13 Abr (Inforpress) – As populações da zona Norte do Porto Novo, em Santo Antão, começam a enfrentar o problema de água potável, numa altura em que está esgotada as reservas do liquido precioso nas cisternas.

O porta-voz da população local, Fidel Neves, explicou que a situação tende a piorar-se, já que os camiões auto-tanques não conseguem, neste momento, deslocar-se à zona Norte do Porto Novo, devido ao mau estado da estrada de acesso à essa localidade.

A Zona Norte do Porto Novo é abastecida, durante grande parte do ano, através de água auto-transportada a partir da cidade do Porto Novo e quando a estrada está em mau estado os auto-tanques têm dificuldades em se deslocar à essa localidade.

A Câmara Municipal do Porto Novo garante estar a mobilizar parcerias para a concretização do projecto de abastecimento de água à zona Norte do Porto Novo, estimado em 56 mil contos.

O projecto, que já tem a parceria de Associação para Defesa do Património de Mértola (ADPM), Portugal, consiste na bombagem de água a partir da nascente de Escravoerinhos, em Martiene, através de energia solar, para abastecer à zona Norte.

Trata-se de um projecto integrado, que inclui ainda a resolução do problema de energia eléctrica na zona Norte do Porto Novo, abastecida através de água auto-transportada, a partir da cidade do Porto Novo.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos