Santo Antão: Sociedade de desenvolvimento volta à agenda dos municípios

Porto Novo, 21 Nov (Inforpress) – A criação da Sociedade de Desenvolvimento Regional de Santo Antão, cujo processo foi suspenso devido à covid-19 e às eleições  autárquicas, volta à agenda dos municípios santantonenses, que apostam nesta estrutura de planificação para a ilha.

Segundo o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, Aníbal Fonseca, a criação desta sociedade, cujo processo foi desencadeado em 2019 e que deveria ficar concluído no “início do segundo semestre” de 2020, constitui “um dos desafios” para os municípios de Santo Antão, neste “novo ciclo de governação”.

Medina avançou que as autarquias, conjuntamente com o Governo, devem “trabalhar” para alcançar este “desígnio de Santo Antão”, que é dispor de uma sociedade regional para “potenciar o desenvolvimento” da ilha.

O presidente da câmara da Ribeira Grande, Orlando Delgado, por seu lado, entende que Santo Antão já precisa desta “estrutura de planificação”  para “alavancar o desenvolvimento” económico regional, pelo que os municípios têm “todo o interesse” na criação desta sociedade, que tem o suporte técnico do Governo.

A sociedade de desenvolvimento regional da ilha de Santo Antão terá como propósito “promover o desenvolvimento integrado” da ilha, com aposta em sectores como turismo, agricultura, pesca, novas tecnologias e energias renováveis.

Terá ainda a responsabilidade a gestão de todo o activo do Estado em Santo Antão, com destaque para a “grande extensão” de terrenos públicos existente.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos