Santo Antão: SCM consagra Porto Novo com selo internacional “copyright friendly”

Porto Novo, 21 Jun (Inforpress) – A Sociedade Cabo-verdiana de Música (SCM) consagrou, segunda-feira, a Câmara Municipal do Porto Novo, em Santo Antão, com o selo internacional “copyright friendly”, que distingue as instituições amigas do autor.

À Câmara Municipal do Porto Novo foi ainda atribuído um certificado que atesta que a autarquia pagou os direitos autorais durante os eventos culturais agendados para as festas de São João Baptista, que decorrem nesta altura.

Durante o acto, que aconteceu no espaço da aldeia cultural, na cidade do Porto Novo, a presidente da SCM, Solange Cesarovna, explicou que o selo internacional “copyright friendly” reconhece a partir de agora a Câmara Municipal do Porto Novo como “câmara amiga do autor”.

O pagamento dos direitos autorais por parte de edilidade porto-novense representa, segundo a presidente da SCM, “um acto nobre” de “incluir os autores e artistas” nos eventos culturais.

Para Solange Cesarovna, esse gesto deve ser seguido por outras instituições, contribuindo assim para o pagamento dos salários aos autores e artistas, para os incentivar a continuar a sua criatividade e para que o país tenha cada vez o sector musical mais sólido e consolidado.

O gesto da edilidade porto-novense, avançou, incentiva e estimula “os parceiros e todos que têm música nos seus eventos para seguirem este exemplo e se juntarem a este acção e a este acto nobre da Câmara Municipal do Porto Novo, para podermos pagar os salários dos autores e artistas para podermos incentivar a contínua criatividade do sector musical”.

“São atitudes do género que fazem com que tenhamos cada vez o sector musical mais sólido, mais consolidado e com mais contribuições dos jovens actores e artistas e, principalmente contribuir para a profissionalização dos que trabalham no sector criativo, com uma justa remuneração”, declarou a presidente da Sociedade Cabo-verdiana de Música.

A Câmara Municipal do Porto Novo é, para já, a única em Santo Antão a pagar os direitos autorais nos eventos culturais e certificada enquanto “câmara amiga do autor”, mas Solange Cesarovna espera, dentro de pouco tempo, consagrar igualmente as outras câmaras municipais desta ilha, com as quais já existem protocolos.

Segundo a responsável, há “abertura total” destes dois municípios, Ribeira Grande e Paul, para o agendamento também do pagamento dos direitos autorais e do licenciamento anual.

Para o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, o seu executivo quer dar “bons exemplos” daquilo é dever de todos de pagar os direitos do autor e contribuir, dessa forma, para a salvaguarda dos direitos dos artistas e intérpretes e estimulá-los a continuar o seu trabalho.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos