Santo Antão recebe visita técnica no âmbito do projecto de abastecimento de água e  saneamento

Porto Novo, 23 Abr (Inforpress) – Santo Antão recebe, a partir de hoje, e durante dois dias, uma visita técnica no quadro do projecto de abastecimento de agua potável e saneamento para a ilha, cuja assinatura do contrato de adjudicação acontece em Agosto.

A vista técnica procede ao concurso laçando com vista à escolha de uma empresa de consultoria que vai elaborar os estudos detalhados, os dossiers de concurso, além de fiscalizar as obras do projecto, com duração de três anos, financiado em 10 milhões de dólares americanos (900 mil contos) pelo Banco Árabe para o Desenvolvimento Económico de África (BADEA).

Participam no concurso seis empresas provenientes de países africanos, nomeadamente da Tunísia, Marrocos, Mauritânia, Costa de Marfim, Mali, Senegal e da Argélia, cujos representantes visitam, nesses dois dias, as áreas de intervenção do projecto, que abarca os três municípios de Santo Antão.

O projecto é coordenado pela Agência Nacional de Águas e Saneamento (ANAS), que realça as melhorias que o mesmo trará a nível do abastecimento de água potável e de gestão e tratamento de águas residuais em Santo Antão, com “forte impacto” na melhoria das condições de vida das populações.

As redes de água e de drenagem de esgotos “serão densificadas” e as taxas de ligações domiciliárias vão ser “significativamente aumentadas”, segundo a ANAS, informando que haverá, igualmente, uma redução “considerável” de perdas nas redes de distribuição de água potável, que chegam aos 45 por cento (%).

No domínio de água, o projecto prevê a construção de 25 quilómetros da rede de adução e distribuição no município do Porto Novo, além de 3.500 ligações domiciliarias e construção/reabilitação de reservatórios.

Em Ribeira Grande, o projecto prevê a reabilitação de três reservatórios e três mil ligações domiciliárias, enquanto que no Paul serão feitas, com este projecto, duas mil ligações domiciliárias.

A nível do saneamento, o projecto vai permitir a construção, na cidade do Porto Novo, de uma rede de esgotos de 20 quilómetros e mais de 300 ligações domiciliárias, prevendo-se a ainda a montagem de uma estação de tratamento de águas residuais (ETAR), duas estações de bombagem e 200 fossas sépticas nas zonas rurais.

O projecto contempla, igualmente,  aquisição de dois camiões limpa-fossas, entre outras acções.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos