Santo Antão quer assumir-se como destino turístico e prepara plano de acção para turismo sustentável

Porto Novo, 18 Abr (Inforpress) – Santo Antão quer assumir-se, nos próximos anos, como um dos principais destinos turísticos em Cabo Verde e prepara já o seu plano de acção visando potenciar o turismo sustentável que se quer para esta ilha.

O plano de acção para turismo sustentável está a ser elaborado no quadro do projecto Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo em Santo Antão), que tem como uma das principais metas a diversificação e qualificação, até 2020, da oferta turística na “ilha das montanhas”, com base na valorização do património.

Segundo os mentores do projecto, co-financiado pela União Europeia, em 660 mil euros (72 ml contos), foram já realizados alguns encontros com os operadores turísticos e associações locais, em que foram dados “os primeiros passos” para a definição do plano de acção para um turismo sustentável em Santo Antão.

A valorização do património natural, que está a ser inventariado, a promoção das potencialidades turísticas de Santo Antão, a formação dos agentes turísticos, a valorização do artesanato, a criação de um guia turístico da ilha, a valorização e certificação dos produtos locais (grogue e outros), são algumas das acções que deverão constar desse plano, a cargo do projecto Raízes.

O projecto Raízes, na fase de implementação desde Setembro de 2017, propõe, além disso, a criação de uma organização de gestão do destino turístico e de atractivos turísticos, como centros de interpretação, sinalização de rotas e aplicação para dispositivos móveis.

Este projecto, no âmbito do qual foi já criado o doutoramento em turismo, o primeiro em Cabo Verde, a iniciar-se a partir de Setembro de 2018 e com duração de três anos, visa a promoção do turismo sustentável em Santo Antão como factor de geração de rendimentos e melhoria das condições socio-económicas na ilha.

Santo Antão que, segundo o Governo, está ainda assim “na linha de frente” em matéria do turismo sustentável em Cabo Verde, recebeu em 2017 cerca de 26 mil turistas à procura de um turismo de natureza.

JM/JMV
Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos