Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Promotores de eventos “optimistas” com retoma das actividades culturais

Ribeira Grande, 19 Nov (Inforpress) — Promotores de eventos da Ribeira Grande, Santo Antão, dizem-se “optimistas” com a retoma das actividades culturais, embora reforcem que há que ter “cautela” em relação à segurança sanitária.  

À Inforpress, o promotor de eventos Armando Mariano, mais conhecido por Mandy, enalteceu a retoma das actividades culturais, tanto é que, no seu entender as pessoas estão “com vontade de sair de casa, conviver e festejar”. 

“Temos que considerar que apesar de toda essa euforia, ainda estamos numa pandemia e há que ter cautela em relação à segurança sanitária” sublinhou o promotor de eventos.

A mesma fonte salientou que no concelho da Ribeira Grande ainda há “lacunas” de espaço para fazer as actividades, “principalmente” agora que o Polivalente Davide Fortes encontra-se em obras.  

Entretanto, Mandy lançou um repto aos colegas produtores de eventos para serem “mais ousados” já que, mesmo limitados em relação ao espaço para as actividades, devem ser “mais criativos” e contornar este “obstáculo”.

“Sempre incentivo e fico feliz em ver outros promotores a ter outras alternativas de espaço que vão ao acordo de que podemos valorizar a nossa ilha e diversificar os espaços para as actividades, porque se tivermos as actividades no mesmo local acabamos por criar algo monótono” frisou.  

Por sua vez, o promotor de eventos Jairson Lima, mais conhecido por Chaim, afirmou também estar “optimista” com o retorno das actividades culturais, embora confesse “um pouco” de receio devido à pandemia. 

Como relação a espaço, Chaim enfatizou ser um dos “maiores desafios” para os produtores do concelho.  

“Antes tínhamos o Polivalente David Fortes, o único espaço para promoção de eventos, e com a construção do polidesportivo, criou outras barreiras, visto que, será interditado para actividades culturais”, concretizou. 

Mas, segundo Chaim, este “obstáculo” serviu para os promotores criarem e repensarem outras “alternativas na cidade” 

“As autoridades locais são a base fundamental neste processo, sendo eles um dos nossos maiores parceiros. A retoma será bem-vinda se cada um fizer o seu trabalho sem bloqueios e barreiras quando o assunto é eventos”, finalizou este promotor de eventos.

LFS/AA 

Inforpress/Fim 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos