Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Produtores agrícolas exortam Governo a abreviar o processo de deslocalização do centro pós-colheita

Porto Novo, 08 Jul (Inforpress) – Os produtores agrícolas em Santo Antão exortaram hoje o Ministério da Agricultura e Ambiente a apressar a deslocalização do centro pós-colheita desta ilha para as instalações do porto do Porto Novo, prometida, há alguns anos, pelo Governo.

O Ministério da Agricultura e Ambiente tem estado a prometer, nos últimos anos, a deslocalização para o cais do Porto Novo o centro pós-colheita, para poder servir melhor os produtores agrícolas de Santo Antão.

Os produtores Miguel Santos, Lourenço Lima e Carlos Fonseca, todos residentes no Porto Novo, acreditam que a chegada do navio Dona Tututa, baptizada a 05 de Julho, vai facilitar o escoamento dos produtos agrícolas de Santo Antão para as ilhas do Sal e Boa Vista.

Por isso, defendem a deslocalização do centro de expurgo, que se situa nos arredores da cidade do Porto Novo, para a zona portuária, para que possa servir melhor os agricultores.

O delegado do Ministério da Agricultura e Ambiente no Porto Novo, Joel Barros, assegura que o Governo mantém a decisão de deslocalizar o centro pós colheita para as instalações do porto do Porto Novo.

Afiança que a deslocalização “vai ser uma realidade”, explicando que o processo ainda não se efectivou devido à covid-19, mas que o projecto está pronto e vai ser uma realidade.

A lei restringe, desde 2010, a exportação dos produtos provenientes de Santo Antão apenas às ilhas do Sal e Boa Vista, como “medida para evitar a introdução e propagação” desta praga no arquipélago.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos