Santo Antão: Presidente da JPAI exorta ministra a repensar deslocalização da cadeia da Ponta do Sol

Ponta de Sol, 15 Set (Inforpress) – O presidente da Juventude do Partido Africano da Independência de Cabo-Verde (JPAI), Fidel de Pina, pediu hoje a ministra da Justiça para repensar a deslocalização da cadeia da Ponta de Sol.

O político, que falava à imprensa após visitar a cadeia da Ponta de Sol, justificou que o edifício, que se localiza no centro da cidade, encontra-se “bastante debilitado e sobrelotado”.

“O ideal seria fechar essa cadeia, mas para isso é preciso ser feito um trabalho para reduzir o número de crimes que são na maior parte de VBG e crimes sexuais”, observou.

Para o presidente da JPAI, é necessário fazer um trabalho “urgente” devido à natureza desses crimes que, no seu entender, são “bastante sensíveis” na sociedade, o que interpela a um trabalho “bastante forte”.

Fidel Cardoso de Pina acentuou ainda que ficou “preocupado” pelo facto de cerca do 60 por cento (%) dos reclusos da cadeia da Ponta de Sol serem jovens, o que, na sua óptica, é um dado “extremamente negativo”.

“Significa claramente que estamos a falhar em matéria de políticas públicas para juventude e o nosso apelo é no sentido de trabalhar efetivamente mais medidas de política para não termos mais jovens a cumprirem penas”, sugeriu.

O líder do JPAI abordou ainda a criação de “melhores condições” de trabalho da equipa da cadeia de Ponta de Sol por considerar que, “não obstante” ser uma equipa “motivada”, é preciso que o Ministério da Justiça crie “mais condições” a nível de “mais recursos humanos, com psicólogos, assistentes sociais e também meios técnicos “, como, por exemplo, mais uma viatura.

A visita de Fidel de Pina à cadeia civil de Ponta de Sol fez parte da sua agenda de visita à ilha de Santo Antão e na senda da preparação para o debate parlamentar sobre o Estado da Justiça, previsto para o próximo mês de Outubro.

LFS/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos