Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Presidente da ANAS garante que financiamento do projecto de água e saneamento “não está em perigo” (c/áudio)

Porto Novo, 10 Nov (Inforpress) – O presidente da Agência Nacional de Água e Saneamento (ANAS), Miguel Ângelo Moura, disse hoje, no Porto Novo, que o financiamento do projecto e água e saneamento para a ilha de Santo Antão “não está em perigo”.

Miguel Ângelo Moura falava à imprensa no arranque de uma missão conjunta Arab Bank for Economic Development in Africa (Badea) e ANAS a Santo Antão para encontros com as câmaras municipais, com vista à retoma do projecto que, por causa das restrições impostas pela covid-19, conheceu, este ano, “alguns atrasos”.

“Não há problemas. Apesar da covid-19, o financiamento, estimado em 12 milhões de dólares, está garantido para a primeira fase do projecto”, notou Miguel Moura, explicando que a missão visa a concepção do projecto técnico, que, depois, será submetido a concurso público para a execução das obras previstas.

“Neste momento estamos com uma equipa de engenheiros que está a conceber o projecto. Na próxima semana, vamos ter aqui uma equipa de topógrafos e engenheiros  para começar a definir os traçados das redes”, avançou o presidente do ANAS, que admitiu que houve atrasos, que agora estão a ser recuperados, para que se possa “ganhar o tempo perdido”.

Mesmo condicionada pela pandemia de covid-19, que impediu as deslocações dos técnicos a Santo Antão, este responsável informou que algumas acções têm vindo a ser implementadas, com destaque para o lançamento de concursos para a aquisição de dois camiões limpa-fossas e 8.000 contentores para a ilha.

Para o presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca, está-se perante “um projecto estruturante” para Santo Antão, que “estava bastante bem encaminhado”, mas que, por causa da covid-19, conheceu “algumas dificuldades”, que estão agora a ser ultrapassadas.

“É um projecto de âmbito regional, mas que tem grande impacto na cidade do Porto Novo, onde temos problemas sérios de saneamento, que vão ser resolvidos com a extensão da rede de esgotos e instalação de uma estação de tratamento de águas residuais”, declarou o autarca.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos