Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: População e turistas elogiam Posto Sanitário do Tarrafal de Monte Trigo (c/áudio)

Santo Antão: População e turistas elogiam Posto Sanitário do Tarrafal de Monte Trigo

*** Por Homero Fonseca, da Agência Inforpress ***

Tarrafal de Monte Trigo, Santo Antão, 26 Mar (Inforpress) – A infra-estrutura tem fama de um dos melhores, se não o melhor, Posto Sanitário do concelho do Porto Novo, segundo várias pessoas do Tarrafal de Monte Trigo e, conforme dizem, “até os turistas gostam do que vêem”.

“Ficamos satisfeitos quando as pessoas elogiam o nosso Posto Sanitário” disse o agente sanitário da localidade, Jair Américo Pires, considerando justas as apreciações feitas pelos visitantes já que, garantiu, as instalações são “bem arranjadas, bem conservadas e bem cuidadas”.

O Posto Sanitário do Tarrafal de Monte Trigo é servido por uma enfermeira e um agente sanitário que dão cobertura a toda a população local e, ainda, às pessoas da vizinha localidade de Monte Trigo que, em caso de necessidade, demandam esses serviços.

“Quando as pessoas de Monte Trigo chegam para consultas ou tratamento pedem prioridade no atendimento”, disse Jair Pires, explicando que mesmo outros utentes, do Tarrafal, cedem-lhes a prioridade sem reclamar, tendo em conta que precisam regressar nos botes que os trouxeram ou terão de procurar alojamento e alimentação no Tarrafal, com as dificuldades que isso criaria a pessoas de parcos recursos.

Segundo a mesma fonte, Tarrafal de Monte Trigo é uma localidade tranquila e isso espelha-se, igualmente, no sector da saúde, já que o período “mais apertado” acontece, essencialmente, em Outubro, quando a mudança de clima favorece o aparecimento de casos de febres e gripes, que deixam os técnicos locais de sobreaviso, devido ao possível surgimento de complicações que provoquem casos de pneumonia.

“A maior parte dos casos que atendemos neste posto sanitário são de doenças crónicas não transmissíveis, com destaque para a hipertensão arterial”, disse o agente sanitário Jair Américo Pires, adiantando que a incidência de casos de hipertensão” é alta”, sobretudo, entre pessoas maiores de 45 anos.

Aquele técnico destacou, igualmente, casos de diabetes que tem uma incidência mais baixa, afectando apenas cerca de um terço dos hipertensos mas ocorrem, também, com alguma frequência, casos de epilepsia alcoólica e outros casos de epilepsia não alcoólica.

O Posto Sanitário do Tarrafal de Monte Trigo recebe visitas médicas trimestralmente para, em primeiro lugar, acompanhar os “crónicos” e outros casos que eventualmente surjam.

Os partos, por norma, não são feitos no Posto Sanitário do Tarrafal de Monte Trigo, que apenas faz o acompanhamento pré-natal e transfere as gestantes para o Centro de Saúde do Porto Novo quando se aproxima a data provável do parto.

“O parto só é feito no Tarrafal se aparecer algum caso instantâneo que não dê tempo para fazer a transferência para Porto Novo” disse Jair Pires, explicando que há já alguns anos têm indicações no sentido de não serem realizados partos nos postos sanitários.

“Todas as grávidas do Tarrafal são encaminhadas para Porto Novo e as pessoas acatam esta indicação” esclareceu Jair Pires, reconhecendo, contudo, casos pontuais de resistência mas que nunca chegam a consumar-se, tendo em conta a pressão que é feita nesse sentido.

Os turistas são um parceiro que tem beneficiado o Posto Sanitário do Tarrafal de Monte Trigo com a oferta de algum medicamento e equipamentos.

“Vêm cá deixar-nos algo que trazem para o seu consumo durante as férias e que acabam por não usar”, disse Jair Pires, citando os casos de medicamentos, uma maca para o transporte de doentes, cadeiras de rodas e outras cadeiras, marquesa, aparelhos de medir a tensão e aparelhos de glicemia, entre outros.

HF/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos