Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Pescadores satisfeitos com suspensão do período de defeso para a cavala preta e chicharro

Ponta do Sol, 17 Jul (Inforpress) – Os pescadores e armadores da cidade de Ponta do Sol, na ilha de Santo Antão, dizem estar satisfeitos com a suspensão excepcional do período de defeso para a cavala preta e chicharro no ano 2020.

Em declarações à Inforpress, o presidente Associação dos Pescadores e Peixeiras da Ponta do Sol, José Sousa Nascimento, disse que ainda não tem qualquer tipo de informação sobre a suspensão do período de defeso para a cavala preta e chicharro no ano 2020 mas entende que, se for o caso, é uma medida “muito positiva”.

“Estamos felizes porque é uma forma de ajudar os pescadores a sobreviverem nestes dias tendo em conta a actual situação em que vivemos”, frisou José Sousa Nascimento.

O dirigente associativo contou que os pescadores não foram apoiados com o “benefício social de 10 mil escudos prometido pelo Governo” pelo que “dependem do seu dia-a-dia e se proibissem, nesta altura, a captura da cavala só iria piorar as coisas que já estão complicadas”.

Por sua vez o pescador António Gomes enalteceu a medida e disse que veio em “boa hora”.

“Esta medida chegou em boa hora e fiquei muito contente porque é na pesca da cavala que nós, pescadores, sobrevivemos. Já estamos no meio de uma crise e se ficarmos sem pescar a cavala teremos mais problemas económicos,” explicou o homem do mar, acrescentando que “esse período de covid-19 está “muito complicado”.

“Nesta altura não temos comércio, os lugares (bares, restaurantes) estão fechados, não têm movimento logo a economia é baixa”, constatou António Gomes, concluindo que, por isso, não têm como vender peixe, ou seja, sem consumo não têm como ganhar.

A decisão da suspensão excepcional do período de defeso para a cavala preta e chicharro no ano 2020, vem na sequência de uma proposta da Associação Nacional dos Armadores de Pesca no sentido de ajudar a minimizar os efeitos negativos do COVID-19 nos rendimentos das comunidades piscatórias, dos armadores e, em especial, dos pescadores, resultantes de um longo período de quarentena.

De referir que o período de defeso do chicharro decorreria de 15 de Junho a 14 de Julho e o da cavala preta de 15 de Julho a 14 de Setembro.

LFS/HF

Inforpress/ Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos