Santo Antão: Pacote de projectos em carteira para afirmação da ilha como um dos principais destinos turísticos em Cabo Verde

 

Porto Novo, 05 Mai (Inforpress) – Santo Antão recebe, em 2017, um pacote de projectos financiados pelo Governo e de iniciativa privada, ligados à construção e remodelação de instalações turísticas, aos desportos náuticos e ao turismo de trekking (caminhadas em contacto com a natureza).

Trata-se de projectos que, segundo os operadores turísticos, vão contribuir, certamente, para que Santo Antão se afirme, cada vez mais, como um dos principais destinos turísticos em Cabo Verde.

Santo Antão recebeu, em 2016, cerca de 20 mil turistas e os operadores acreditam que, com a implementação dos projectos em carteira, e já na fase de implementação, esse número poderá aumentar, de forma significativa.

O turismo rural ganhará, ao longo deste ano, um novo fôlego com a implementação do projecto Rota das Aldeias Rurais, financiado pelo Governo em cerca de 50 mil contos e com início previsto para este primeiro semestre.

O projecto consiste na construção e melhoria de 30 unidades turísticas no interior da ilha, aumentando, assim, a disponibilidade em termos de acolhimento, além de permitir a diversificação da oferta turística.

Além de 64 casas rurais que acolhem turistas, Santo Antão alberga ainda 42 estabelecimentos de alojamento turístico.

Nos últimos dois anos, várias unidades de acolhimento foram construídas, sobretudo no interior do concelho do Porto Novo, mais concretamente no Tarrafal de Monte Trigo, Ribeira da Cruz, Ribeira das Patas e Ribeira Fria, prevendo-se, para este ano, a surgimentos de novos empreendimentos na Ribeira Grande (Ponta do Sol) e Porto Novo (Tarrafal de Monte Trigo).

Quinhentos mil euros (55 mil contos) é o montante de um outro projecto turístico que começa a ser implementado em Santo Antão, a partir de Agosto, com o financiamento da União Europeia, visando a valorização dos recursos endógenos.

O projecto abarca ainda a vertente capacitação dos recursos humanos.

Outra intervenção prevista para a Santo Antão no domínio turístico prende-se com a sinalização dos pontos de interesse, com a colocação de mais de 70, em toda a ilha.

O projecto, na fase de execução, é financiado pelo Governo que, em parceria com os municípios, tem estado, igualmente, melhorar os percursos turísticos.

Os operadores turísticos santantonenses deverão, ainda este ano, beneficiar de um projecto que lhes permitam comercializar os seus produtos via Internet, denominado Tourism Management System – Santo Antão.

O projecto, apresentado, esta semana, aos agentes turísticos em Santo Antão, visa dotar os operadores de “ferramentas de gestão” que permitam-nos comercializar os seus produtos e serviços via internet e ter “feedback” do mercado, com vista à melhoria da actividade.

Igualmente, Santo Antão recebe, ainda em 2017, um dos 17 fóruns sobre o ecoturismo, previstos para os próximos dois anos nas regiões periféricas da União Europeia (Canárias, Açores e Madeira) e Cabo Verde, como país associado.

O evento, que se realiza no Porto Novo, em Dezembro, insere-se no quadro de um projecto financiado pela União Europeia, em 250 mil contos, para as regiões periféricas e Cabo Verde, nos próximos dois anos.

Segundo o edil do Porto Novo, Aníbal Fonseca, o fórum será uma “grande oportunidade” para Poro Novo e Santo Antão mostrarem as suas potencialidades turísticas, sobretudo no domínio do ecoturismo.

JM/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos