Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Os percursos turísticos continuam em péssimas condições, segundo guias turísticos

Porto Novo, 16 Mar (Inforpress) – Os caminhos vicinais que fazem os percursos turísticos em Santo Antão continuam em “péssimas condições”, a necessitarem de obras de recuperação, mas também de sinalização, alertaram, hoje, os guias turísticos, na ilha.

Conforme alguns guias turísticos, que diariamente acompanham turistas que chegam a Santo Antão, praticamente toda a rede dos caminhos vicinais, que constitui o itinerário turístico nesta ilha, está em “péssimas condições”, a clamar por trabalhos de limpeza.

Já por várias vezes, os guias e operadores turísticos em Santo Antão mostraram-se “preocupados” com o estado dos caminhos vicinais que, a seu ver, devem ser preservados e classificados como património histórico desta ilha.

“Estamos, uma vez mis, a chamar a atenção para o facto de os caminhos vicinais em Santo Antão estarem em péssimas condições. As câmaras municiais e o Governo deveriam dar mais atenção a esses percursos”, sublinhou o guia João Delgado, alertando, por outro lado, para o facto de a floresta do Planalto Leste estar, igualmente, a precisar de limpeza.

Segundo os guias turísticos, essa floresta, muita visitada por turistas, está a ser invadida por plásticos (bolsas e garrafas), situação que, a seu ver, merece “alguma atenção” por parte dos serviços que gerem essa reserva florestal.

A floresta do Planalto Leste, situado acima dos mil metros de altitude, na confluência dos três municípios de Santo Antão, tem sido, efectivamente, alvo de uma intensa actividade ecoturística, sobretudo durante a época alta do turismo em Santo Antão (Outubro a Maio), durante a qual esta ilha recebe “milhares” de turistas.

No caso do Porto Novo, a edilidade informou que está em curso o processo de sinalização dos percursos turísticos, tendo previsto, para este ano de 2019, um montante de oito mil contos para a recuperação e sinalização desses caminhos, muito utilizados pelos turistas que visitam Santo Antão.

A nível ambiental, a Câmara do Porto Novo quer, também, trabalhar com o Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA) na limpeza e senilização das áreas florestais no município para prevenir incêndios.

Ao longo deste ano, a edilidade pretende investir cerca de 5000 contos na limpeza e preservação das áreas florestais no Porto Novo, para prevenir incêndios, que têm estado a consumir importantes recursos florestais em Santo Antão.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos