Santo Antão: ONG portuguesa enaltece “contributo inquestionável” do selo de origem na valorização dos produtos

Porto Novo, 15 Mar (Inforpress) – A Associação de Defesa do Património de Mértola (ADPM), Portugal, destacou hoje o “contributo inquestionável” que o selo de origem está a dar na “valorização dos produtos e serviços genuínos” da ilha de Santo Antão.

Conforme a ADPM, promotora do projecto Raízes (Redes locais para o Turismo Sustentável e Inclusivo) de Santo Antão, no âmbito do qual foi criado o selo de origem, “diversos operadores” já dispõem desta certificação, contribuindo, assim, para a valorização dos produtos.   

“O Selo de origem, já utilizado por diversos operadores, representa um contributo inquestionável para a valorização dos produtos e serviços genuínos da ilha de Santo Antão”, destaca, através de uma nota, esta associação portuguesa, que tem estado a actuar, em diversos domínios, há duas décadas, em Santo Antão.

Este selo, aprovado pelo Instituto da Gestão da Qualidade e Propriedade intelectual, e já utilizado por 30 operadores (agentes turísticos, artesãos) já foi, também, destaque da revista turística Turimagazine, que enaltece o facto de esta iniciativa estar a contribuir para promover os produtos “made in” Santo Antão.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos