Santo Antão: ONG portuguesa anuncia novo projecto na área agroflorestal na ilha

Porto Novo, 07 Dez (Inforpress) – A Associação para Defesa do Património de Mértola, Portugal, vai prosseguir com as acções visando atenuar os impactos das alterações climáticas em Santo Antão, no âmbito de um novo projecto, que começa a ser implementado “em breve”.

Ana Sanches, a representante desta organização não-governamental (ONG) portuguesa, que actua em Santo Antão há mais de duas décadas, informou que, “em breve”, um novo projecto no domínio agro-florestal estará a ser implementado na ilha para dar continuidade às acções levadas a cabo no âmbito do já concluído.

Ana Sanches falava na abertura de um seminário sobre as alterações climáticas: alimentação e gestão sustentável de recursos naturais, aberto hoje no Porto Novo pela Associação para a Defesa do Património de Mértola, que marca o fim do projecto sobre sistemas agro-florestais, que foi implementado em Santo Antão nos últimos 18 meses.

Este projecto, que permitiu, sobretudo, experimentar técnicas agro-florestais, representou, segundo a responsável, o “primeiro passo” na busca de soluções aos problemas dos agricultores, estando na forja um novo projecto para dar continuar as acções nesta matéria.

A temática agro-floresta ainda é uma novidade em Santo Antão, tendo o projecto ora findo incidido em ensaios e experimentação, com vista a encontrar soluções aos problemas reais que afectam os agricultores na ilha, explicou a representada desta associação.

O seminário, com duração de dois dias, visa divulgar os resultados alcançados ao longo do projeto sobre sistemas agro-florestais, bem como promover a partilha de experiências e a reflexão sobre alimentação e gestão sustentável de recursos, no contexto das alterações climáticas.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos