Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Oásis interessado em investir no sector turístico e imobiliário no Porto Novo

 

Porto Novo, 28 Dez (Inforpress) – Oásis Atlântico pondera a possibilidade de investir nos sectores turístico e imobiliário no município do Porto Novo, a avaliar pelo interesse demonstrado durante uma recente visita de uma delegação deste grupo económico português a Santo Antão.

Uma missão do grupo Oásis esteve no Porto Novo, em meados de Dezembro, para identificar oportunidades de investimentos neste concelho, tendo a edilidade porto-novense ficado “agradada” com o interesse demonstrado pela delegação.

Segundo o vereador pela área de promoção empresarial da câmara do Porto Novo, Valter Silva, a delegação “gostou do que viu”, dando a entender que há possibilidades deste grupo, que actua no sector turístico e imobiliário em Cabo Verde, poder vir a investir neste concelho santantonense.

O grupo Oásis Atlântico, formalmente criado em 1998, é um grupo económico português nascido em Cabo Verde, na década de 90, já com mais de 15 anos de crescimento nas áreas do turismo e imobiliária-turística.

O grupo dispõe, actualmente, de seis hotéis, quatro dos quais em Cabo Verde (no Sal, São Vicente e em Santiago) e os restantes dois no Estado de Ceará, no Brasil, além de vários projectos imobiliário-turísticos nos dois destinos.

A curto prazo, Oásis pretende reforçar a sua presença em Cabo Verde e, a médio/longo prazo, buscar oportunidades de negócio em África e na América Latina, segundo o site deste grupo.

A câmara do Porto Novo tem estado a desenvolver uma campanha de promoção deste concelho como destino turístico e de investimentos, estando já em carteira, a curto e médio prazo, “importantes” investimentos, sobretudo no domínio turístico, para este município.

Além de dois empreendimentos turísticos em perspectiva para 2018, a cargo de operadores nacionais, investidores ingleses discutem, nesta altura, com os responsáveis locais a implementação de um projecto ligado às energias renováveis e produção de água dessalinizada.

Outrossim, um investidor belga já manifestou desejo de visitar, em breve, Porto Novo para discutir com a câmara municipal a possibilidade de investir no turismo no Tarrafal de Monte Trigo, segundo a autarquia.

JM/ZS

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos