Santo Antão: Novos empreendimentos já dinamizam o turismo com  recepção  dos primeiros visitantes

Porto Novo, 22 Set  (Inforpress) – Os novos empreendimentos turísticos concluídos em Junho na ilha de Santo Antão, no quadro do projecto sobre o turismo rural e comunitário, já começaram a receber os primeiros visitantes, dinamizando, assim, o turismo local.

É o caso da  pousada turística, em Pico da Cruz, no Planalto Leste, que já está a receber visitantes, dinamizando, assim, o turismo nessa localidade, situada a 1.585 metros de altitude, confirmou o presidente da associação Oásis, promotora deste projecto.

A pousada turística de Pico da Cruz, financiada pela Cooperação Luxemburguesa, faz parte de um pacote de dez empreendimentos turísticos construídos em Santo Antão, no âmbito do projecto sobre o turismo rural e comunitário desta ilha, financiada através da Cooperação Luxemburguesa.

No Planalto Leste, além da pousada turística em Pico da Cruz, o projecto contemplou ainda o centro de acolhimento “Lagoa – hospedagem morabeza”, a cargo da associação local Luz Viva e a Casa das Caldeiras, em Águas das Caldeiras, da Associação das Mulheres do Planalto Leste (Amupal).

No quadro do projecto sobre o turismo rural e comunitário, que tem a parceria do Fundo de Promoção do Emprego e Formação (FPEF), Santo Antão passa a contar com dez novos empreendimentos turísticos.

No concelho da Ribeira Grande foram financiados os projectos “Pousada turística dragoeiro”, da Associação de Desenvolvimento Integrado de Matinho de Leste e Monte Joana (ADIM), “Hospedagem turística em espaço rural e alimentação” da Associação das Mulheres Solidárias de Figueiral (AMSF), “Garça turístico” da Associação de Protecção Ambiental e Desenvolvimento de Garça de Cima e “Lagoa – hospedagem morabeza” da Associação de Desenvolvimento Comunitário Luz Viva de Lagoa, no Planalto Leste.

Paul foi contemplado com três projectos, nomeadamente “Rota do café de Santa Isabel”, apresentado pela Associação Comunitária de Agricultores e Criadores de Gado de Santa Isabel, o projecto “RESSOAR – Qualificação do Turismo Rural Comunitária do Paul”, da Liga dos Amigos do Paul, e o projecto “Pousada turística”, da Organização Social para Desenvolvimento Local Integrado – Oásis Pico da Cruz.

Porto Novo foi contemplado com os projectos “Turismo agro-ecológico”, da Associação dos Moradores e Amigos de Ribeira de Corujinha, “Casa das Caldeiras”, da Associação Mulheres do Planalto Leste, e “Lilua: iniciativa comunitária de turismo e preservação ambiental do planalto norte” da Associação de Desenvolvimento Comunitário Luz Verde do Norte.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos