Santo Antão: Municípios esperam resolver problemas de gestão dos resíduos sólidos com o aterro melhorado

Porto Novo, 03 Nov (Inforpress) – A gestão dos resíduos sólidos urbanos em Santo Antão tem sido um problema nos três concelhos, que esperam, ainda este ano ou nos princípios de 2022, resolver os constrangimentos existentes, segundo a associação dos municípios desta ilha.

Isso, graças à entrada em funcionamento do aterro intermunicipal melhorado, cujas obras estão já em fase adiantada de execução, garante a mesma fonte, segundo a qual Santo Antão vai ganhar “uma importante infra-estrutura” para resolver os problemas da gestão dos resíduos sólidos urbanos.

“As obras de construção do aterro estão já avançadas, uma importante infra-estrutura que irá resolver os problemas da gestão dos resíduos sólidos urbanos nos três concelhos da ilha”, garante esta associação, através de uma nota.

O aterro, que representa um investimento à volta de 20 mil contos, vai substituir a lixeira intermunicipal, considerada pelas autoridades de saúde e ambientalistas “um problema de saúde pública” em Santo Antão.

Entretanto, o sítio onde se localiza a lixeira intermunicipal de Santo Antão, nas proximidades da Ribeira Brava, vai ser transformado numa zona florestal, conforme anúncio feito pela Associação dos Municípios de Santo Antão.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos