Santo Antão: Jorge Santos defende criação de dois juízos no Tribunal da Comarca da Ribeira Grande

 

Ribeira Grande, 11 Out (Inforpress) – O presidente da Assembleia Nacional, Jorge Santos, defendeu hoje a criação de dois juízos, crime e cível, no Tribunal da Comarca da Ribeira Grande, como forma de agilizar a resolução de casos.

A criação de dois juízos na Ribeira Grande vai implicar outros investimentos, nomeadamente com a implementação de duas secretarias judiciais para suportar os respectivos juízos, mas Jorge Santos defende que esse é um investimento que tem de ser feito, já que se trata de “uma velha reivindicação dos santantonenses”.

Jorge Santos disse ter constatado a falta de meios que as Comarcas enfrentam, sobretudo de transporte para colmatar a dispersão da ilha e, juntamente com os outros deputados eleitos por Santo Antão que com ele estiveram na visita, vai recomendar a resolução desses problemas.

“O sistema prisional também necessita de mais investimentos, apesar das melhorias introduzidas nos últimos tempos”, disse Jorge Santos.

Aquele parlamentar reconhece que “Santo Antão é uma ilha de baixa criminalidade, que apresenta uma tranquilidade e paz sociais que são preciso preservar”, mas reconhece a existência de algum nível de criminalidade que já é preocupação, sobretudo no concelho do Porto Novo.

“Constatamos algum nível de criminalidade, principalmente no concelho do Porto Novo”, disse o presidente do Parlamento cabo-verdiano, situando os casos mais frequentes ao nível de crimes contra crianças e os casos de violência baseada no género (VBG), além do aumento de alguma criminalidade ligada ao tráfico e consumo de drogas.

“Vamos daqui com uma ideia muito clara da necessidade do reforço de alguns meios a nível de Santo Antão” , concluiu Jorge Santos.

HF/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos