Santo Antão: Irmãs Orionitas festejam jubileu de prata com eucaristia presidida pelo bispo de Mindelo

Ribeira Grande, 31 Jul (Inforpress) – O bispo de Mindelo, Dom Ildo Fortes, presidiu hoje, na Ribeira Grande, à celebração eucarística comemorativa das “bodas de prata” de vida religiosa das irmãs Rosa Delgado, Lurdes Gonçalves e Rufina Pinheiro.

Dom Ildo Fortes disse à Inforpress que a celebração dos 25 anos de vida religiosa dessas irmãs é um momento especial em que se constata que “a Igreja está viva e tem muitos motivos para celebrar” e, se os cristãos estiverem com os olhos bem abertos, “há muitas maravilhas a acontecer”.

O bispo de Mindelo constatou que “as pessoas estão a perder o medo de se comprometerem, de dizerem um sim a ‘Deus’ e isso é bom”.

A irmã Rosa Delgado, que exerce funções a nível do Conselho-geral da Congregação, afirmou ter vivido 25 anos de “gratidão, de fidelidade a Deus, de alegria, de entusiasmo, de uma vida e de uma missão realizada intensamente” e, aos jovens exorta a “arriscarem um futuro feliz com Deus”.

A irmã Lurdes Gonçalves considerou que a efeméride significa “25 anos da graça de Deus operando” na sua vida e manifestou-se uma mulher feliz e agradecida a Deus “pelas maravilhas” que nela operou.

A irmã Rufina Pinheiro, a trabalhar no Brasil, não conseguiu chegar a Santo Antão, para a celebração, devido a dificuldades de transporte.

A Congregação das Pequenas Irmãs Missionárias da Caridade (Orionitas) chegou a Santo Antão em 1979 e, nestes 43 anos de presença em Cabo Verde, conta com 11 irmãs cabo-verdianas que prestam serviço nas Filipinas (1), no Brasil (2), em Roma (2), na ilha de Santiago (4) e em Santo Antão (2).

Além das irmãs, a Congregação Orionita (fundada por São Luís Orione) conta, no seu ramo masculino, os Filhos da Divina Providência, com um padre santantonense que, neste momento, presta serviço na ilha de São Vicente.

HF/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos