Santo Antão: Indemnizações aos ex-trabalhadores da Bornefondem à volta de 44 mil contos disponibilizados ainda em Setembro

 

Porto Novo, 28 Set (Inforpress) – As indemnizações e salários, na ordem dos 44 mil contos, devidos aos ex-trabalhadores da organização não-governamental dinamarquesa Bornefonden, que opera em Cabo Verde desde 1989, podem ser disponibilizadas ainda em Setembro.

O secretário não-permanente do Sindicato Livre dos Trabalhadores de Santo Antão (SLTSA), Carlos Bartolomeu, informou que já existe “um principio de acordo extra-judicial”, no âmbito do qual a Bornefonden se compromete a disponibilizar o montante em causa “a qualquer momento”, se possível ainda no decurso deste mês.

Na sequência de acção judicial, que durou sete anos a decidir, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) condenou, em Abril deste ano, a Bornefonden a indemnizar os 23 trabalhadores despedidos, em 2010, em Santo Antão, a primeira ilha a receber as acções dessa organização humanitária.

Passados seis meses, os ex-empregados aguardam ainda pelas indemnizações, uma decisão que, segundo Carlos Bartolomeu, precisa ser “desbloqueada” pela direcção dessa ONG, sediada em Copenhaga (Dinamarca).

Com esse principio de acordo, o SLTSA e os ex-trabalhadores esperam, finalmente, receber o seu dinheiro “muto em breve”, segundo o sindicalista.

A Bornefondem, que deixará Cabo Verde em Dezembro, justifica a decisão com o facto de o pais ter já atingido um nível de desenvolvimento que não justifica mais a presença da ONG dinamarquesa.
Nesses 28 anos, a Bornefonden apoiou mais de 20 mil crianças nas diversas ilhas, nos domínios da saúde e educação.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos