Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: incêndio destrói pertences de jovem morador em Mão-para-Trás – Darick Rodrigues culpa Electra pelo sucedido

Ribeira Grande, 30 Set (Inforpress) — Um incêndio deflagrado hoje numa residência na localidade de Mão-para-Trás, Ribeira Grande, destruiu todos os pertences do jovem Darick Rodrigues.

Entretanto, os moradores de Mão-para-Trás acreditam que um curto-circuito estará na origem do sinistro e culpam a Electra pelo sucedido.

Segundo os mesmos há vários anos que a rede naquela zona necessita de uma profunda manutenção e acusam a Electra de “falta de interesse” já que a população local sofre com interrupções frequentes de energia e danificação de vários equipamentos.

“Houve um curto-circuito no poste de luz que fica pegado com a casa onde eu moro e nisso deu-se o incêndio que destruiu o meu quarto, agora querem justificar a dizer que tinha o carregador de telemóvel ligado o que não procede, pois, tinha o mesmo na casa da minha mãe”, salientou Darick Rodrigues.

Darick Rodrigues enfatizou que sempre a Electra procura formas de se defender para nunca assumir as suas responsabilidades.

“Não é a primeira vez que temos tido prejuízo de bens queimados pela Electra. Há cinco meses tivemos um prejuízo onde queimaram vários bens. Fomos reclamar e mandaram-nos levar estes bens para conserto, mas até o momento não nos reembolsaram”, frisou Darick Rodrigues.

Outra moradora, Júlia Santos disse que a situação “já está demais” pelo que apela por uma intervenção urgente das autoridades, no sentido de resolver este problema.

“Ano após ano procuramos a Electra para resolver o problema dos cabos de electricidade, prometem que os vão consertar e nada fazem. Basta chover temos curto-circuitos permanentes e esta é situação lamentável que não podemos mais tolerar”, pontuou Júlia Santos.

A Inforpress tentou por várias vezes ouvir um representante da Electra em Santo Antão, para falar sobre o sucedido, mas tal não foi possível apesar da insistência.

LFS/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos