Santo Antão: Guias contemplados com plano do renascimento do turismo em Cabo Verde

Porto Novo, 06 Ago (Inforpress) – Os guias de turismo de Santo Antão vão ser contemplados com o plano do renascimento do sector turístico em Cabo Verde, através de uma formação, que vai ser ministrada entre os meses de Agosto e Novembro deste ano.

Segundo uma nota do Ministério do Turismo e Transportes, além de Santo Antão, a formação vai contemplar também guias das ilhas de São Vicente, Sal e de Santiago, num total de 131.

A formação, destinada a guias no exercício dessa actividade, é financiada pelo Banco Mundial e será ministrada nas ilhas de Santiago e do Sal pela Escola de Hotelaria e Turismo Cabo Verde e nas ilhas de Santo Antão e São Vicente pelos respectivos centros de emprego e formação profissional.

O curso, com duração de três meses, visa, de entre outras matérias, capacitar os guias turísticos em atendimento ao público, línguas estrangeiras (Inglês e francês) ética e deontologia profissional, comunicação e expressão oral em português.

Vai permitir ainda aos participastes aprofundarem os conhecimentos sobre os recursos e atractivos turísticos, sobre a história e cultura de Cabo Verde e, ainda, os conceitos básicos de segurança sanitária.

Com esta iniciativa, segunda a nota, o Governo pretende, no quadro do plano do renascimento do turismo, preparar os referidos profissionais para informar e interpretar o património, os recursos de interesse turístico, aplicar técnicas específicas de interacção e animação, garantindo um serviço de acompanhamento e assistência com segurança e, utilizando, sempre que necessário, a língua inglesa e/ou outra língua estrangeira.

Em Santo Antão, a redinamização da associação dos guias de turismo desta ilha constitui um dos propósitos desta classe, que se queixa do facto de a associação, criada já há algum tempo, não estar a funcionar ainda.

Segundo os guias turísticos, esta associação foi criada e dotada dos corpos directivos que, porém, nunca chegaram a funcionar, pelo que é intenção da classe proceder à sua redinamização, que passa pela realização de uma nova eleição dos corpos sociais, segundo o guia Odair Gomes.

A classe acredita que a associação é “fundamental” na defesa dos interesses da classe profissional, que, com a pandemia do novo coronavírus, ficou numa “situação difícil devido à estagnação” do sector turístico em Santo Antão.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos