Santo Antão: Governo lança programa de “perfurações” para resolver de forma sustentada problema de água nas zonas altas

 

Porto Novo, 16 Nov (Inforpress) – O Governo tem em preparação um programa de prospecção de água subterrânea para as zonas altas da ilha de Santo Antão, com vista a resolver, de forma sustentada, o problema de água nessas localidades, já em 2018.

O executivo, através do Ministério da Agricultura e Ambiente (MAA), e os municípios de Santo Antão, procura soluções definitivas ao problema de água nos planaltos Norte e Leste desta ilha, tendo optado por um programa de “perfurações”, no decurso do próximo ano.

Uma equipa integrada por técnicos do MAA e da Agência Nacional de Água e Saneamento (ANAS) já identificou os sítios onde vão ser executados os furos no quadro desse programa, que já está a ser preparada, devendo arrancar a partir de Janeiro de 2018.

Enquanto isso, os municípios santantonenses, no quadro da cooperação descentralizada, tentam levar água potável a essas zonas que, praticamente, ao longo do ano, enfrentam a penúria de água.

No caso do Planalto Norte, a Câmara Municipal do Porto Novo, através do Fundo Global do Ambiente (GEF) e da cooperação luxemburguesa, tem já mobilizado a quase totalidade dos 200 mil euros (22 mil contos) para levar água potável ao Planalto Norte já em 2018, assegurou o edil, Aníbal Fonseca.

O autarca confirmou que o Planalto Norte vai ser, igualmente, contemplado com o programa de prospecção de água subterrânea para o abastecimento da população e gado, bem assim para actividade agrícola.

Quanto ao Planalto Leste, ainda em Novembro, é inaugurado o projecto de abastecimento de água a esse planalto, financiado no quadro do II Compact do MCA (Millenium Challange Account).

Um projecto, enquadrado num conjunto de investimentos financiados, em 253 mil contos, em Santo Antão, no âmbito do MCA, que coloca à disposição das várias comunidades desse planalto, como Água das Caldeiras, Lombo Figueira, Ribeirão Fundo, Pico da Cruz, água potável, bombeada a partir da Ribeira Grande.

Para o presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, o programa de “perfurações” é mais um projecto em carteira, visando a resolução, de uma forma sustentada, da crise de água que afecta as populações das zonas altas e a fixação das populações nessas localidades.

JM/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos