Santo Antão: Governo investe 12 mil contos na estruturação e conservação dos parques naturais

Porto Novo, 06 Jun (Inforpress) – Os parques naturais de Tope de Coroa, Moroços e Cova/Paul/Ribeira da Torre, na ilha de Santo Antão, vão ter planos de estruturação e conservação, iniciativa que está prevista no quadro do Plano Operacional do Turismo (POT).

Para a estruturação e conservação destes três parques naturais, o Governo pretende investir à volta de 12 mil contos, financiamento que consta do POT para o período 2022-2026.

Este plano, a que a Inforpress teve acesso, prevê ainda “incentivos” à criação de novas áreas protegidas em Santo Antão, num investimento que rondará os seis mil contos, segundo ainda a mesma fonte.

Saliente-se que está nos planos do executivo a preparação da candidatura a património da humanidade do parque natural Cova/Paul/Ribeira da Torre, considerado o maior centro de biodiversidade de plantas endémicas em Cabo Verde.

Este parque, único em Santo Antão com plano de gestão, recebeu, em 2019, o prémio internacional Melina Mercouri da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (Unesco) para a salvaguarda e gestão de paisagens culturais.

Este galardão, admite o Governo, pode abrir “possibilidade” de algumas regiões desta ilha serem classificadas como património da humanidade.

JM/AA

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos