Santo Antão/Feminicídio: “Basta de Gabrielas – autoridades, a hora é esta!”, exige população da Ponta do Sol

Ponta do Sol, 02 Nov (Inforpress) – A morte de Gabriela Oliveira Évora, vítima de feminicídio alegadamente perpetrado pelo antigo namorado, na Boa Vista, tem vindo a gerar uma onda de indignação e consternação, sobretudo, na cidade da Ponta do Sol, de onde era natural.

Este domingo, um grupo de amigos e familiares da Gaby, como era conhecida, organizou uma manifestação no largo da Câmara Municipal da Ribeira Grande, na Ponta do Sol, para homenagear a vítima Gabriela Oliveira Évora e denunciar outros casos de feminicídio ocorridos em Cabo Verde.

“Basta de Gabrielas – autoridades, a hora é esta!” é o slogan deste movimento que pretende sensibilizar os decisores no sentido de provocarem alterações na lei da violência baseada no género (VBG) com vista à dissuasão desse tipo de crimes.

“Gabriela não foi a primeira mas exigimos que seja a última”, ouviu-se numa das intervenções proferidas durante a manifestação que não percorreu as ruas da cidade como forma de evitar contactos entre os participantes, tendo em conta a pandemia do novo coronavírus.

Durante a cerimónia, com os participantes trajados de camisas brancas, os organizadores leram os nomes de várias mulheres vítimas de feminicídio em Cabo Verde, soltaram-se pombas brancas, declamaram-se poemas e entoaram-se canções com mensagens alusivas à protecção da mulher no relacionamento conjugal, isso tudo, entre lágrimas dos amigos, colegas da Rua Cor-de-Rosa – artéria da cidade da Ponta do Sol onde Gaby residia –, e colegas dos tempos de escola e das lides do carnaval.

HF/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos