Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Estradas de Cabo Verde pondera a reclassificação das estradas no município do Porto Novo

Porto Novo, 27 Jul (Inforpress) – A reclassificação das estradas no Porto Novo, na sua maioria de cariz municipal, está a ser ponderada pelas Estradas de Cabo Verde, perante a insistência da edilidade, que diz arcar com “elevados encargos” na manutenção das vias.

A câmara do Porto Novo insiste na necessidade de se proceder à reclassificação das estradas neste concelho, onde “a grande maioria” das vias tem estatuto municipal, facto que, segundo o edil, Anibal Fonseca, representa “elevados encargos” para o município.

Perante a insistência dos responsáveis locais, que têm ainda como “aliados” os deputados nacionais do Movimento para a Democracia (MpD, no poder), eleitos por Santo Antão, o Ministério das Infra-estruturas, através das Estradas de Cabo Verde, está a avaliar a reclassificação das estradas no Porto Novo.

Com “parcos recursos”, a edilidade porto-novense, avança o autarca, não consegue atender às “constantes reclamações” das populações quanto à manutenção dessas infra-estruturas rodoviárias que, por serem carroçáveis, exigem, constantemente, intervenções.

Por várias vezes, o edil defendeu a reclassificação das estradas locais, para que o Governo possa assumir a manutenção dessas vias, considerando essa questão “de maior importância” para o seu município, que, além de dificuldades financeiras, não tem equipamentos para efectuar as intervenções, avança.

As preocupações dos responsáveis municipais prendem-se, sobretudo, com as estradas que ligam o Planalto Norte/Chã de Norte/Ribeira da Cruz, o Fundão/Ribeira dos Bodes e o Fundão/Ribeira Fria, cuja reparação tem criado “sérias dificuldades” à câmara.

Para este ano, as verbas previstas para o concelho do Porto Novo, para a manutenção das estradas, através do fundo rodoviário, estimam-se em quase seis mil contos.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos