Santo Antão: Estrada Ribeira da Cruz/Martiene inaugurada pelo primeiro-ministro (CORRIGIDO)

Porto Novo, 16 Fev (Inforpress) – O primeiro-ministro, Ulisses Correia e Silva, inaugurou, esta segunda-feira, a estrada Ribeira da Cruz/Martiene, no interior do Porto Novo, que tem impacto na circulação de pessoas e nos sectores da saúde, da educação e da economia local.

“Estamos a marcar um momento que é histórico aqui em Martiene”, disse Ulisses Correia e Silva que vincou a importância da estrada de Martiene para a população local tendo em conta que, “mais do que uma simples estrada, é estrada para a educação, para a saúde, para a circulação de pessoas, para a economia”, porque a localidade “tem boa capacidade de produção, seja na agricultura seja no turismo”.

O primeiro-ministro disse que a opção do seu Governo foi de “fazer fortes investimentos no desencravamento de localidades com estradas seguras, que funcionam, que têm utilidade e beneficiam as localidades”, ou seja, acrescentou, não são estradas “que saem de lugar nenhum para chegar a lado nenhum”.

Fazendo contas, Ulisses Correia e Silva disse que, em Santo Antão, de 2017 a 2020 foram investidos 1,3 milhões de contos para construir 42 quilómetros de estrada, algumas já inauguradas como são os casos de Tarrafal de Monte Trigo, Coculi/Chã de Pedras e a correcção do traçado de Poçom, e estão já em fase avançada de construção as estradas de Chã de Branquinho/Ribeira da Cruz, Chã de Igreja/Cruzinha, Esponjeiro/Lagoa e a estrada de Figueiral do Paul.

Em jeito de balanço, Correia e Silva referiu que, além dos 42 quilómetros de estrada, foram construídos 23 quilómetros de acessibilidades, no âmbito do programa de requalificação urbana e ambiental, além de intervenções por ocasião das chuvas de 2017 para repor os estragos, que consumiram 700 mil contos.

O presidente da Câmara Municipal do Porto Novo, Aníbal Azevedo Fonseca, também considerou que essa estrada é um sonho realizado para a população de Martiene que, segundo o autarca, “durante décadas sonhou estar ligado a todo o país” e essa estrada, mais do que simples obra, “é uma infra-estrutura para o desenvolvimento”.

É que, segundo Aníbal Fonseca, Martiene é uma das localidades com maior potencial agrícola no concelho do Porto Novo e, provavelmente, uma das localidades agrícolas mais produtivas do país, até porque, “é das poucas localidades preservadas, até agora, da praga dos mil-pés”.

“Lanço um apelo a todos, à população em especial, no sentido de preservarmos Martiene da praga dos mil-pés”, disse Aníbal Fonseca.

O representante da população local, Cosme Fortes, considerou que essa infra-estrutura “é um meio e não um fim”, porquanto é o meio que vai facilitar o desenvolvimento da comunidade através da rápida circulação e do escoamento de produtos, permitir celeridade no acesso à saúde, além de potenciar o incremento do turismo na localidade.

“É o sonho de várias gerações de habitantes de Martiene que hoje se torna realidade”, disse Cosme Fortes.

HF/ZS

Inforpress/Fim

(FORAM INTRODUZIDOS ALGUNS ELEMENTOS NO LEAD)

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos