Search
Generic filters
Filter by Categories
Ambiente
Cooperação
Cultura
Economia
Internacional
Desporto
Politica
Sociedade

Santo Antão: Especialistas da Universidade do Porto analisam Ponte Canal com vista à reabilitação (c/áudio)

Ribeira Grande, 29 Ago (Inforpress) – Uma equipa técnica da Universidade do Porto, técnicos do IPC e das Infra-estruturas de Cabo Verde estão a realizar estudos de terreno com vista à elaboração do projecto de reabilitação da Ponte Canal, na Ribeira Grande.

“A caracterização estrutural e geométrica, a recolha de amostras para ensaios laboratoriais e a caracterização dinâmica da ponte” foram algumas das acções realizadas nos dois dias em que durou a missão, neste caso, “para entender o funcionamento estrutural da ponte”, conforme disse à Inforpress a especialista da Universidade do Porto, Esmeralda Poper.

Segundo a engenheira Esmeralda Poper, estes estudos são necessários para avaliarem o estado geral da ponte antes de avançarem para a elaboração do projecto de reabilitação da infra-estrutura.

O representante da Infra-estruturas de Cabo Verde, Henri Gomes, reforça a explicação adiantando que estão a “fazer, também, uma avaliação visual da situação para determinar qual é a patologia e como poderá ser resolvida e corrigida”.

Henri Gomes não se compromete com prazos, tendo em conta que tudo irá depender do tempo em que os parceiros portugueses disponibilizarem os pareceres que permitirão à parte cabo-verdiana elaborar os termos de referência e lançar o concurso para a execução da obra.

A reabilitação de Ponte Canal é uma antiga reivindicação das autoridades e da população santantonenses que temiam a derrocada dessa infra-estrutura que é considerada um “ex libris” do concelho da Ribeira Grande e cuja recuperação já tem um orçamento de 30 mil contos, financiado no quadro do Eixo IV do Programa de Requalificação, Reabilitação e Acessibilidade – PRRA.

Ponte Canal é uma infra-estrutura hidráulica, construída no ano de 1956, que alberga na parte superior uma levada ou canal de água, que faz a travessia da água de um lado para o outro, para irrigação agrícola nas imediações das localidades Boca de Ambas-as-Ribeiras e Boca de Coruja.

Foi edificado em alvenaria de pedra e argamassa erguendo-se num arco abatido de volta perfeita, que por sua vez é encimado com molduras também em formato de arco romano.

HF/JMV

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos