Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Época de monitorização da reprodução das tartarugas marinhas arranca na próxima semana

Porto Novo, 13 Jun (Inforpress) – A época de monitorização da reprodução das tartarugas marinhas em Santo Antão tem início previsto para terça-feira, 15, prolongando-se até 15 de Outubro, numa acção coordenada pela Associação Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Terrimar).

Para a campanha de monitorização da reprodução das tartarugas marinhas na ilha de Santo Antão, esta associação recém-criada conta com parceria dos municípios desta ilha, segundo a representante da Terrimar, a bióloga Silvana Roque.

A ambientalista encontrou-se já com o vereador do Ambiente da câmara do Porto Novo, Valter Silva, com quem perspectivou a próxima campanha de defeso das tartarugas marinhas, no concelho, em particular, com duração de quatro meses.

Durante um encontro, que se realizou no sábado, 12, a representante aproveitou para apresentar  a associação Terrimar, que visa promover o desenvolvimento sustentável e garantir a gestão racional da biodiversidade, com particular incidência em Santo Antão.

Entre a Câmara Municipal do Porto Novo e esta associação vai ser assinado um protocolo de parceria, no âmbito da qual a edilidade apoiará, à semelhança dos anos anteriores, na realização da campanha de preservação das tartarugas marinhas neste concelho

“Da parte do município, demos a garantia de continuar com a nossa parceria na questão da preservação das tartarugas marinhas mediante a assinatura de um protocolo”,  confirmou o vereador do Ambiente.

No concelho do Porto Novo, a monitorização será realizada sobretudo durante a noite, num total de 18 quilómetros de praia, a partir da Praia de Curraletes até à zona do Tarrafal de Monte Trigo.

Desde 2011, Porto Novo tem estado a receber campanhas de protecção das tartarugas marinhas, com enfoque no combate à captura desta espécie em vias de extinção, tanto nas praias de desova como no mar.

JM/AA

Inforpress/Fim  

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos