Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Doutoramentos em Turismo e Ciências Empresariais retomados com aulas à distância

Porto Novo, 08 Jul (Inforpress) – Os doutoramentos em Turismo e em Ciências Empresariais, ministrados pelo Instituto Superior de Ciências Económicas e Empresariais (ISCEE) e  pela  Universidade do Algarve, que estavam suspensos devido à pandemia da covid-19, foram retomados com aulas à distância.

A Informação foi hoje avançada pela direcção do projecto Redes Locais para o Turismo Sustentável e Inclusivo de Santo Antão (Raízes), através de um comunicado de imprensa, que indicou que as aulas à distância foram retomadas a 01 de Julho, com recurso às novas tecnologias.

O projecto Raízes perspectiva, “para breve”, a retoma das aulas presenciais nos pólos do ISCEE da Praia e do Mindelo.

“Tendo em conta a continuidade dos cursos, optou-se pela retoma das aulas à distância, recorrendo às novas tecnologias, desde o dia 01 do corrente mês, perspectivando-se a retoma das aulas presenciais, para breve, nos pólos da Praia e do Mindelo”, adiantou o comunicado.

Refere ainda que estes doutoramentos visam “reforçar as competências técnicas dos profissionais, em particular do turismo, nas suas diversas dimensões, bem como impulsionar a investigação e a produção de conhecimento no sector do turismo” em Cabo Verde.

“Este foi um marco importante alcançado pelo projecto Raízes, em resultado dos esforços desenvolvidos pelo ISCEE e pela Universidade do Algarve, que, em conjunto com a Associação de Defesa do Património de Mértola (Portugal), tornaram possível a abertura dos primeiros cursos de doutoramento em Turismo e em Ciências Empresariais, em Cabo Verde”, explicou a mesma fonte.

Os cursos contam ainda com o apoio do Governo, através do Fundo de Turismo para a Sustentabilidade Social, do Ministério do Turismo e Transportes.

O projecto Raízes está a ser promovido desde Setembro de 2017, em Santo Antão, pela Associação de Defesa do Património de Mértola e é co-financiado pela União Europeia e Instituto Camões, em cerca de 55 mil contos.

JM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos