Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Curso de doutorando em turismo a partir de Setembro – ISCEE

Porto Novo, 21 Mar (Inforpress) – O primeiro curso de douramento em turismo em Cabo Verde, previsto no quadro do projecto Raízes (Redes locais para o turismo sustentável e inclusivo em Santo Antão), com duração de três anos, será implementado a partir de Setembro.

O doutoramento em turismo, já autorizado pelo Ministério da Educação (ME), vai ser ministrado pelo Instituto Superior das Ciências Económicas e Empresarias (ISCEE), com sede no Mindelo, em parceria com a Universidade do Algarve, Portugal.

A informação foi avançada à Inforpress pelo presidente do ISCEE, Madalena Almeida, que esteve, esta terça-feira, em Santo Antão, no lançamento do projecto Raízes, co-financiado pela União Europeia (UE), em 500 mil euros (55 mil contos).
“O doutoramento já foi autorizado pelo ME e estamos a ultimar as questões burocráticas para o seu início”, assegurou Madalena Almeida, que realçou o engajamento do ISCEE na implementado do projecto Raízes, incidindo a sua acção na vertente formativa.
O ME emitiu, em Dezembro, os despachos de acreditação dos doutoramentos tanto do turismo como de ciências económicas e empresariais, no quadro do projecto Raízes.

O doutoramento em turismo deverá ser financiado pelo Governo, através do Fundo do Turismo, um dos parceiros na implementação do projecto Raízes, estimado, no seu todo, em 660 mil euros (cerca de 72 ml contos).

O lançamento do projecto contou com a presença do chefe da cooperação da UE, José Romam Leon Lora, que reiterou a vontade desta comunidade em continuar a apoiar o desenvolvimento de Santo Antão.

A EU, que já auxiliou Santo Antão em situações de emergência (cheias em 2016 e seca em 2017), está agora a ajudar na promoção do turismo sustentável, através do projecto Raizes, previsto para os próximos três anos.

Este projecto, iniciado há três meses, incide essencialmente na capacitação dos quadros, operadores turísticos, agentes culturais, associações locais e municípios, visando a diversificação e qualificação da oferta turística em Santo Antão.
Tem como uma das principais metas a diversificação e qualificação, até 2020, da oferta turística na “ilha das montanhas”, com base na valorização do património.

O projecto, promovido pela Associação para a Defesa do Património de Mértola, Portugal, propõe ainda a elaboração de um plano de acção para o turismo sustentável, a criação de uma organização de gestão do destino turístico e de atractivos turísticos e centros de interpretação, bem como a sinalização de rotas.

JM/JMV

Inforpress/fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos