Santo Antão: Criadores de Lagoa do Planalto Leste com dificuldades na obtenção de ração – associação

Porto Novo, 26 Abr (Inforpress) – Os criadores de gado em Lagoa do Planalto Leste de Santo Antão, uma das localidades mais afectadas pela seca, dizem enfrentar ainda “muitas dificuldades” na obtenção da ração animal, que ainda não está a ser comercializado localmente.

Os criadores, muitos dos quais com dificuldades para salvar os seus animais, aguardam ainda, quase três meses após o arranque do programa de mitigação da seca, pela colocação da ração em Lagoa do Planalto Leste, uma situação confirmada pela associação local, que se diz, também, “preocupada”, com essa demora.

O líder dessa associação, Manuel Pinto, disse à Inforpress que os criadores continuam ainda a aguardar pela ração, numa altura em que “a situação está a tornar-se mesmo difícil” para as famílias que vivem, basicamente, da pecuária.

Os criadores de gado em várias localidades do Planalto Leste de Santo Antão, sobretudo em Lagoa, dizem deparar-se, actualmente, com dificuldades para salvar os seus animais, que estão a morrer, devido à falta de ração.

Francisco Lopes, um dos criadores de gado em Lagoa do Planalto Leste, disse que, perante o segundo ano de seca consecutivo, as famílias não conseguem salvar o seu gado, porque não têm como adquirir a ração.

Domingos Dias, outro criador, alerta que os animais estão a morrer para o “desespero” das famílias que estão “a ficar sem nada”.

Ao contrário do Planalto Leste, a ração já está a ser colocado no Planalto Norte, outra localidade muito fustigada pela seca, confirmou o presidente da associação local, António Lima.

Segundo este responsável, há cerca de um mês, a ração está à disposição dos criadores no Planalto Norte, a um preço bonificado (20%).

No quadro do novo plano de mitigação da seca, a ilha de Santo Antão foi contemplada com uma verba que ultrapassa os 50 mil contos, que, além do salvamento do gado, incide ainda na abertura do emprego público.

Os serviços do Ministério da Agricultura e Ambiente em Santo Antão asseguram a implementarão da vertente salvamento do gado, enquanto os municípios estão a executar a componente emprego público.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos