Porto Novo: Cães vadios continuam a dizimar gado caprino neste concelho, segundo criadores 

Porto Novo, 18 Out (Inforpress) – O gado caprino em várias localidades do Porto Novo, Santo Antão, continua a ser atacado pelos cães vadios que deambulam pelo concelho, situação que está a desesperar os criadores, que “suplicam” pela intervenção das autoridades competentes.

Domingos Lopes, criador de gado em Ponte Sul/Chã de Mato, avançou que nos últimos dias os cães vadios mataram pelo menos seis cabras nessa zona, onde os colegas estão “em desespero” por causa dessa situação.

Este criador pediu à Câmara Municipal do Porto Novo e aos serviços locais da Saúde a ajudarem a classe a se livrar desses cães abandonados, que estão “a dar cabo” do gado caprino em várias zonas deste concelho, onde a pecuária tem um peso grande no orçamento da maioria das famílias.

Também nas zonas altas da ilha de Santo Antão, esses cães vadios têm estado, constantemente, a atacar a gado caprino e bovino, alertam os criadores.

A Associação dos Criadores de Gado do Porto Novo compara a situação dos cães vadios a “um desastre” que está “a complicar ainda mais a vida” da classe, a braços, também, com o problema da seca, que dura há três anos.

Em Santa Isabel, o representante da comunidade, Benvindo Fonseca, avisou que os cães vadios constituem “uma séria ameaça” ao efectivo pecuário nessa zona, lembrando que, por várias vezes, os criadores pediram já o apoio das câmaras municipais e das delegacias de saúde no combate aos cães sarnentos.

O Ministério da Agricultura e Ambiente, através da Direcção-geral da Agricultura, Silvicultura e Pecuária, já reconheceu que se está, de facto, perante “um problema muito sério”, prometendo trabalhar com as câmaras municipais e as associações de defesa dos animais para se encontrar uma solução ao problema, que existe em todo Cabo Verde.

No caso do Porto Novo, a câmara já prometeu criar um canil, na esperança de atenuar o problema de cães vadios que, segundo os munícipes, constituem, também, um perigo à saúde pública, neste concelho.

JM/AA

Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos