Santo Antão: Associação dos municípios inicia construção do aterro melhorado (c/áudio)

Porto Novo, 26 Jul (Inforpress) – A Associação dos Municípios de Santo Antão inicia hoje os trabalhos de construção do aterro melhorado nesta ilha que substituirá a lixeira intermunicipal da Ribeira Brava, na zona fronteiriça entre os municípios do Porto Novo e Paul.

A informação foi avançada pelo presidente da Associação dos Município de Santo Antão, Aníbal Fonseca, que explicou que o aterro melhorado vai situar-se nessa mesma localidade (nas imediações da Ribeira Brava), mas “longe da estrada” e num sítio “onde haverá condições de tratar sempre os resíduos”.

O projecto, financiado pelo Fundo do Ambiente, em 12 mil contos, consiste na construção de um trilho e construção do espaço onde passará a ser depositado todo os lixos produzidos nos municípios do Paul e Ribeira Grande, explicou Anibal Fonseca, assegurando aos santantonenses que se vai proceder à limpeza da zona onde está a lixeira e devolver “o aspecto visual agradável que tinha”.

“Há bastante tempo que temos um projecto para resolver o problema da lixeira. Conseguimos, junto do Governo, parte do financiamento e, já esta segunda-feira, vamos começar a trabalhar na Ribeira Brava na construção do aterro controlado”, sublinhou este autarca, considerando a lixeira intermunicipal “o maior problema ambiental em Santo Antão”.

A lixeira intermunicipal, já considerado, também, pelos ambientalistas “um atentado ao ambiente e à saúde pública”, é, para o presidente da Associação dos Municípios de Santo Antão, “o maior problema ambiental” desta ilha, que pretende ser uma região “saudável e ambientalmente sustentável”.

Nesta lixeira são depositados toda a espécie de resíduos sólidos produzidos nos municípios do Paul e Ribeira Grande, com “impacto negativo no ambiente”, concluiu Aníbal Fonseca.

O aterro melhorado, que está previsto no quadro do plano operacional de gestão dos resíduos para Santo Antão, ilha onde se produz, anualmente, quase quatro mil toneladas de lixo, terá vedação, espaços de separação do lixo e vigilância.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos