Santo Antão: Associação de Cinema e Audiovisual ministra formação e firma parcerias com câmaras municipais

Porto Novo, 16 Ago (Inforpress) – O presidente da Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde, Júlio Silvão, visita a partir desta terça-feira, 17, a ilha de Santo Antão para dirigir formação na produção de filmes utilizando a nova tecnologia de telemóvel.

Durante a sua estada de uma semana em Santo Antão, Júlio Silvão procederá ainda à assinatura de parcerias com as câmaras municipais desta ilha e à entrega de equipamentos para edição e projecção de filmes.

A formação na produção de filmes, utilizando a nova tecnologia de telemóvel, decorre de 18 a 23 de Agosto e marca, assim, o arranque, em Santo Antão, do programa de formação que a Associação do Cinema e Audiovisual de Cabo Verde pretende implementar nesta ilha.

“Estas acções enquadram-se nos contactos que temos vindo a realizar com diferentes instituições, na busca de sinergias para o desenvolvimento do cinema e do audiovisual em Cabo Verde, especialmente, no respeitante a acções formativas e mostra de filmes”, refere uma nota de imprensa desta associação.

Pretende-se com a formação facultar, gratuitamente, às comunidades, os conhecimentos básicos na feitura de filmes, utilizando a nova tecnologia de telemóvel e de verem filmes sobre as suas comunidades, a sua cultura e tradições.

A formação sobre a produção audiovisual, com recurso ao telemóvel, e promoção de mostras itinerantes de filmes, constituem as apostas da Associação do Cinema e Audiovisual de Cabo Verde para Santo Antão, segundo o seu coordenador local, Jorge Martins.

Jorge Martins, actor e realizador, diz que, em relação a Santo Antão, o propósito é formar os jovens com vista à produção de filmes sobre as diversas temáticas, designadamente “as ricas tradições” desta ilha.

O presidente da câmara do Porto Novo, Aníbal Fonseca, já propôs à Associação do Cinema e Audiovisual de Cabo Verde a realização de filmes que abordem as festividades de São João, neste concelho santantonense.

 “Eu creio que São João dá para fazer muitos filmes de qualidade. Com investigação e com um trabalho científico, aqui temos matérias para produções de nível, que transcendem o contexto regional ou nacional, podendo ser de dimensão internacional”, avançou.

JM/DR

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos