Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Armadores de pesca de Cruzinha contemplados com motores de popa

Ribeira Grande, 21 Abr (Inforpress) – Armadores de pescadores da localidade de Cruzinha, no vale da Garça, Santo Antão, foram contemplados hoje com cinco motores de popa oferecidos pela Câmara Municipal da Ribeira Grande (03) e por emigrantes na Holanda (02).

A oferta dos motores aos armadores de Cruzinha surge na sequência de um incêndio ocorrido, a 02 de Março, no armazém onde os equipamentos de pesca dos operadores locais eram guardados e perdeu-se tudo.

O suspeito de atear o fogo, um indivíduo de 42 anos, foi preso e continua a receber tratamento no hospital João Morais por causa das queimaduras.

Desde o dia do incidente os operadores de pesca dessa localidade do concelho da Ribeira Grande estão sem trabalhar, daí a satisfação manifestada durante o acto de entrega desses equipamentos.

“Estou feliz por receber os motores que me ofereceram para continuar a desenvolver a minha actividade mas, ao mesmo tempo, triste porque tudo o que tenho foi conseguido com o meu próprio dinheiro”, disse, emocionado, José Carlos dos Santos, que perdeu oito motores nesse incêndio.

José Carlos disse estar satisfeito com o apoio recebido e garantiu que vai trabalhar com os motores que recebeu para recuperar tudo o que perdeu.

António João da Cruz, natural e residente no vale de Ribeira Alta, uma das localidades mais isoladas do concelho da Ribeira Grande, onde só se chega, nesta altura do ano, por mar, manifestou-se satisfeito com o apoio recebido tendo em conta que toda a sobrevivência da sua família depende do seu bote, seja para a actividade pesqueira seja para o transporte de pessoas e bens entre Ribeira Alta e Cruzinha.

O presidente da Câmara Municipal da Ribeira Grande, Orlando Delgado, disse que “a tragédia que aconteceu em Cruzinha ‘tocou’ a todos os cabo-verdianos, no país e na diáspora”.

“Recebemos mensagens da nossa emigração, de todas as zonas, e esse foi um dos momentos que nos mostram que nós, os cabo-verdianos, somos um povo solidário”, disse Orlando Delgado, destacando o momento como um ‘duplo acto’, de um lado a receber os dois motores oferecidos pelos emigrantes na Holanda e, de outro, a entregar os três motores oferecidos pela câmara em parceria com o Ministério da Economia Marítima.

Orlando Delgado explicou que há ainda um armador que também perdeu um motor no incêndio de 02 de Março e irá receber um motor novo, brevemente, mas trata-se de um motor mais pequeno que já foi encomendado na Holanda e deve chegar ‘brevemente’ a Cabo Verde.

Os cinco motores hoje entregues em Cruzinha terão custado à volta de 1.500 contos.

HF/CP

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos