Search
Generic filters
Exact matches only
Search in title
Search in content
Search in excerpt
Filter by Categories
Politica
Desporto
Economia
Sociedade
Ambiente
Cooperação
Cultura
Internacional
Destaques
Eleições

Santo Antão: Amupal enaltece sistemas agro-florestais no combate às alterações climáticas

Porto Novo, 18 Mai (Inforpress) – A presidente da Associação das Mulheres do Planalto Leste, Santo Antão, Josefa Sousa, enalteceu hoje a importância, para esse planalto, do projecto sobre sistemas agro-florestais como alternativa inteligente para combate às alterações climáticas, nesta ilha.

Promovido pela Associação para Defesa do Património de Mértola (Portugal), este projecto, já na fase de implementação, além da recuperação dos terrenos agrícolas degradados, incidirá ainda na capacitação dos agricultores, com vista a tirar maior rendimento da sua actividade, explicou a presidente da Amupal, realçando ainda o seu impacto na criação de empregos.

O Planalto Leste, uma das zonas de intervenção do projecto, financiado pela União Europeia, dispõe de 42 hectares de terrenos destinados à agricultura de sequeiro, que estão degradados, devido ao abandono por parte dos proprietários, apresentando, por isso, baixo rendimento.

A Amupal acredita que, com o projecto sobre sistemas agro-florestais como alternativa inteligente para combate às alterações climáticas em Santo Antão, com duração de 20 meses, é possível inverter a situação, criando as condições para que os terrenos passem a ser produtivos e proporcionar rendimentos aos agricultores.

O projecto, que vai ser implementado também no Planalto Norte do Porto Novo, propõe a realização de acções capazes de melhorar a retenção de água e de matéria orgânica no solo, a introdução de inovações agro-ecológicas, a fixação de plantas e a capacitação de agricultores “tendo em vista a melhoria da produtividade e do rendimento agrícolas”.

Além da Amupal, o projecto tem como parceiros a associação Luz Verde do Norte, no Planalto Norte, o Ministério da Agricultura e Ambiente, os jovens agricultores da zona urbana e periurbana da cidade do Porto Novo, além da Cooperativa Montado do Freixo do Meio, que implementa diariamente práticas de agro-ecologia em Portugal.

JM/HF

Inforpress/Fim

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
  • Galeria de Fotos